Busca:






Cleiton Pereira


Funcionalismo público falido



Camaçari vive um dos piores momentos desde sua fundação em 1758. Com a múltipla falência de suas organizações públicas municipais, que não dispõem de serviços e infraestrutura condizentes com suas necessidades administrativas e de seu povo.

Não são somente os escândalos que se tornaram rotina nos governos petistas em Camaçari, no Estado e na União, que vem ofuscando à administração pública. É a realidade percebida pelo povo da pior maneira possível, quando vão buscar uma consulta nos consultórios médicos das Unidades de Pronto Atendimento - UPA's, nas Unidades de Saúde da Família - USF's ou demais Postos de Saúde, e NÃO ENCONTRAM médicos. É também a falta de medicamentos básicos e materiais de curativos. Isso na saúde. 


Na educação, as promessas defendidas em campanhas favoráveis aos professores e demais funcionários integrantes do quadro das escolas, não saíram da propaganda e do papel (se é que foi para o papel como projeto. E não somente um discurso vago.) O reflexo disso foi a realização da paralisação dos professores no primeiro dia de retorno as aulas, como forma de pressionar o governo a cumprir com o acordo firmado um ano antes. 


No esporte e cultura o dano é quase irreversível. A Secretaria de Esporte e Lazer - SEDEL, que atualmente é dirigida por um secretário "FICHA-SUJA" declarado pela justiça, encontra-se inerte aos poucos eventos esportivos restantes no município, que antes contava com os mais variados campeonatos esportivos no município, e que ainda subsidiava o esporte local para participar de eventos estaduais e nacionais. Uma cidade que contava com dois times de futebol na 1ª divisão do campeonato baiano, e que um deles (Camaçari Futebol Clube) chegou a disputar uma Copa do Brasil, desapareceram a tempos dos campeonatos e da roda de boteco dos fãs do futebol. Quem dirá, as demais práticas esportivas, que por natureza nacional, são sufocadas pelo futebol. Do mesmo jeito está a cultura, que teve seus eventos festivos diluídos, a exemplo da Micareta (CAMAFOLIA) e seus festivais musicais, feiras de artesanatos, rodas de capoeira nas praças e escolas,etc...
A Mobilidade Urbana não conta com transporte público que atenda as necessidades do cotidiano da população, que não sabe NUNCA a hora em que terá um ônibus no ponto. E muitas vezes, não tem sequer o próprio ponto para aguarda, haja vista a falta de abrigos adequados e sinalização para parada. Fazendo das esquinas das ruas, um ponto para arriscar se o ônibus vai ou não parar. Se parar, inicia-se uma nova etapa, que é enfrentar a superlotação, a poluição sonora e desrespeito de operários e usuários deste serviço. Daí, ocorre a fuga de muitos para o transporte individual. O trânsito é caótico pela falta de projetos e programas do governo, que não desenvolve ações de desestímulos ao uso do automóvel, não melhora a qualidade dos transportes públicos, não reorganiza e reestrutura as vias, não viabiliza novas áreas de estacionamentos (construindo edifícios garagens), pelo excesso de quebra-molas, sinalização deteriorada e irregular, etc... Com uma instituição SEM MORAL com seus servidores e população. Que dá o mau exemplo ao desrespeitar normas que deveria cumprir e fazer cumprir.

Na Segurança Pública, que por sinal é dever do Estado, tenta fazer mimos ao Governador comprando equipamentos (câmeras) e doando viaturas que deterioram com curto tempo e ficam sem a devida manutenção. Quando, poderia e deveria auxiliar no que coubesse as polícias, com a constituição da guarda municipal, que atuaria na proteção de seus bens e serviços. Atuando dentro das escolas, prédios públicos e rondas nas praças, proporcionando maior sensação de segurança, ao inibir a ação de marginais. Porém, os contratos com empresas de segurança privada realizados pela prefeitura, parecem ser mais interessantes para o governo. Mesmo, com seu gasto sendo até 20 vezes maior do que com a constituição e operação da guarda. 


Na habitação, os programas municipais deixaram de existir, focando-se somente o programa federal do MCMV, que conta com várias denúncias de irregularidades na construção, entrega e venda de imóveis. Sendo este, uma moeda de troca para possíveis votos e a apadrinhados políticos. 


São tantos os esquemas e armações realizadas por este governo que aí está, que é difícil expor em poucas linhas. São várias as condenações do ex-alcaide no Tribunal de Contas do Municípios - TCM, investigações sobre a antiga e a atual gestão no Ministério Público Estadual - MPE e no Ministério Público Federal - MPF, além da Polícia Federal - PF, que o povo não consegue acompanhar sobre qual caso a mídia fala na reportagem do dia seguinte. 


Nos resta somente acreditar na mudança, com a participação efetiva da comunidade nas discussões políticas. Pois, não adianta somente reclamar do sofá de casa, deixando e permitindo que os outros tomem as decisões que deveriam ser coletivas. Acreditar de modo COLABORATIVO. Sugerir, acrescentar, concordar e discordar do que nos for apresentado, saindo do sedentarismo político. Indo aos eventos, fóruns, seminários, audiências públicas, sessões, congressos, reuniões importantes... sem medo de perguntar quando houver dúvida. 


Nosso futuro pode ser do jeito que queremos, ou do jeito que alguém vai querer que seja. Agir é a única solução para combater a omissão do(s) governo(s). Portanto, procure se MOVIMENTAR DE VERDADE. Participe efetivamente da política e da vida da cidade. Integre-se e articule-se com as pessoas que confia e acredita que pode fazer a diferença. 


Cleiton S. Pereira cleitonmpe@hotmail.com  é  especializando em Gestão de Transportes e Trânsito pela UFBA, diretor da Sociedade Educativa Águias do Trânsito e  ex-agente de Trânsito da Superintendência de Trânsito e Transporte Público de Camaçari - STT


 
Últimas Publicações

Mobilidade em Camaçari? Quando? Onde?
Falta de educação e mortes no trânsito: de quem é a culpa?
Reduzir para acalmar: O que melhora no Transporte Público Coletivo?
Prefeitura descumpre TAC do Transporte Público e insiste na mentira!
Arrecadação de multas é prioridade!?
Projetos, Verbas, promessas... ACM NETO e ADEMAR: Quem avança e quem parou!
Quem fiscaliza a STT?
STT sem 'competência' para multar!
Greve na STT e seus culpados
Funcionalismo público falido
Os principais de Camaçari: Bira, Elinaldo, Luiza e Tude
Cadê o asfalto de Camaçari, que hoje é só buraco e remendo?
Novos trilhos para Camaçari ser uma só
"Água e Óleo: DEM X PT"
O Partido Verde está 'desmatando' Camaçari
Seja bem-vindo, comandante
'Lei Seca' começa a valer em Camaçari...
O pior inimigo de Elinaldo
A Decadência Petista, também em Camaçari
O "protesto" na quinta-feira e o PT


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2018 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL