Busca:

  Notícia
 
Governo quer acabar cidades com menos de 5 mil habitantes

O governo propôs ao Congresso o fim dos municípios com menos de 5 mil habitantes e arrecadação menor que 10% da receita total. Pela proposta apresentada pelo governo, esses municípios terão que ser incorporados pelo município vizinho. De acordo com o Ministério da Fazenda, 1.254 cidades se enquadram nos dois critérios e podem ser extintos: têm menos de 5 mil habitantes e arrecadação própria menor do que 10% da receita total. Dos 417 municípos baianos, 10 cidades se enquadram nesse perfil. Aiquara, Gavião, Maetinga, Contendas do Sincorá, Ibiquera, Dom Macedo Costa, Lajedão, Lajedinho, Lafaiete Coutinho e Catolândia. 


Se aprovada por deputados e senadores, a extinção de municípios será feita a partir de 2026. O projeto também impõe restrição à criação de municípios. A ideia, de acordo com o governo, é fortalecer a Federação brasileira. Os municípios que estiverem melhor nas contas absorvem os piores até o limite de três. 


Ao responder pergunta sobre a viabilidade dessa medida ser aprovada em ano de eleições municipais, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que “quem deve decidir o tamanho mínimo dos municípios é o Congresso”. Para ele, a proliferação de municípios criou desequilíbrios. “Do ponto de vista fiscal, municípios não podem ser grandes ou pequenos demais”, afirmou.


Guedes e o presidente Jair Bolsonaro entregaram nesta terça ao Congresso Nacional as primeiras de uma série de propostas com a sua digital. Essa nova fase de reformas, batizada de Plano mais Brasil, é a principal tentativa da equipe econômica para mudar a gestão das contas públicas nas três esferas de governo, com a criação de um novo marco institucional para o País quase 20 anos depois da aprovação da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Mais Notícias

Empresária acusa promotor de corrupção e lavagem de dinheiro
Desembargadora movimentou R$ 13 milhões em 57 contas bancárias
Moradores fazem novo protesto contra aumento do pedágio na BA-099
Projeto de prisão em segunda instância avança na Câmara
Porteiro muda versão e retira casa de Bolsonaro do caso Marielle
Ex-presidente da Braskem é preso ao desembarcar nos Estados Unidos
TJ-BA convoca substitutos de desembargadores afastados
Supremo afasta Mario Negromonte do Tribunal de Contas
Desemprego aumenta apenas entre os negros, diz IBGE
Metalúrgicos buscam novo grupo para comprar Ford caminhões


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL