Busca:

  Notícia
 
Fifa bane do futebol o ex-presidente da CBF


Del Nero é acusado pelos promotores norte-americanos organização criminosa, fraude financeira e lavagem de dinheiro

O presidente da CBF, Marco Polo del Nero, foi  oficialmente banido pela Fifa. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (27/4). É a primeira vez na história da entidade que controla o futebol no planeta que um presidente da CBF é punido com a pena máxima pela Fifa. Desde dezembro, Del Nero estava afastado do cargo pelas acusações de corrupção feitas na Justiça dos EUA.


O cartola foi denunciado por participar de um esquema de recebimento de propina com cartolas da América do Sul na venda de direitos de torneios. No dia 14 de março, o ex-presidente da Federação Paulista de Futebol teve a sua suspensão prorrogada pela colombiana Maria Claudia Rojas, presidente da Câmara de Investigação do Comitê de Ética da Fifa.


Del Nero estava há menos de 3 anos no poder. Neste período, ele passou a maior parte do seu mandato se defendendo de acusações de corrupção. O paulista era homem de confiança de José Maria Marin, ex-comandante da CBF, preso em maio de 2015 na Suíça após operação do FBI durante uma reunião da Fifa. Em dezembro, Marin foi condenado por organização criminosa, fraude financeira e lavagem de dinheiro nos EUA. Del Nero é acusado pelos promotores norte-americanos dos mesmos crimes. Desde a prisão de Marin, ele nunca mais deixou o Brasil.


Del Nero foi investigado por uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), que encerrou seus trabalhos em dezembro de 2016 de forma inconclusiva: dois relatórios divergentes foram produzidos pela comissão. O texto oficial, do senador Romero Jucá (PMDB-RR), não pediu nenhum indiciamento como resultado das investigações sobre contratos e negociações da CBF e seus dirigentes.

Mais Notícias

Platini é detido por corrupção na escolha do Qatar para Copa 2022
Brasil cai para 6º lugar no ranking de população do mundo
Devendo R$ 80 bilhões Odebrecht pede recuperação judicial
Governadores do Nordeste querem retomar o programa Mais Médicos
Bloqueio de R$ 69 milhões e ação judicial pioram astral de Neymar
Cresce o número dos que pagam dívidas mas voltam a dar calote
Maurício Bacelar é o novo diretor da Agência de Defesa Agropecuária
Assassino de Moa do Katendê vai a juri popular em setembro
Governo gastou R$ 1,6 bilhão com vantagem para servidor
Levy deixa o BNDES depois de críticas do presidente Bolsonaro


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL