Busca:

  Notícia
 
Presidente da Assembleia do Rio recebeu R$ 58 mi de propina


O Ministério Público Federal do Rio afirma que os deputados estaduais Jorge Picciani e Paulo Melo, ambos do PMDB, receberam mais de R$ 112 milhões em propinas num período de 5 anos. Picciani, atual presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), foi conduzido de forma coercitiva pela PF, na manhã desta terça-feira para depoor. Melo é seu antecessor no cargo.


Segundo o MPF, documentos levantados ao longo dos últimos seis meses provam que havia ‘uma divisão de poder na organização criminosa’, que não se limitava ao Executivo. “Essa investigação é um desdobramento da Operação Ponto Final, em que se identificou todo o esquema de corrupção na Fetranspor ao Executivo. Só que, junto com a entrega das planilhas de corrupção do Executivo, essas planilhas também trouxeram a corrupção dos deputados estaduais Paulo Melo e Jorge Picciani”, explicou a procuradora Andréa Bayão Pereira Freire.


Segundo a procuradora, a propina paga pelos empresários ligados ao transporte público no Estado era dividida. “Havia um compartilhamento, um proveito criminoso, de Sérgio Cabral com Jorge Picciani e Paulo Melo. Cabral tinha uma conta de propina na Fetranspor, como já está dissecado na Operação Ponto Final, e havia determinações de saída de recursos dessa conta para conta de Paulo Melo e Jorge Picciani”, narrou Andréa.


Os pagamentos eram mensais, de forma a existir um maior controle sobre as ações dos deputados. “Essas planilhas dizem para nós que, no período de 15 de julho de 2010 a 14 de julho de 2015, foram pagos da conta da Fetranspor para Picciani R$ 58,58 milhões, e para Paulo Melo R$ 54,3 milhões. Desse dinheiro, parte foi paga a mando de Sérgio Cabral”, afirmou a procuradora. “Havia um projeto de poder de enriquecimento ilícito por muitos integrantes do PMDB Rio.”

Mais Notícias

General teme infiltração do crime organizado nas Forças Armadas
Igrejas e times de futebol devem R$ 14 bilhões ao Fisco
Gilmar Mendes vira 'muso' de marchinhas de Carnaval
IPVA com desconto de 10% pode ser quitado até 7 de fevereiro
Jornalista nega racismo e fala sobre os medos da mídia tradicional
Temer descumpre meta do Minha Casa, Minha Vida
Mais da metade dos brasileiros quer uma imprensa imparcial
PT faz campanha para levar militantes ao julgamento de Lula
Salvador vai gastar cerca de R$ 55 milhões com Carnaval
Quase 19 mil empresas fecharam as portas na Bahia em 2017


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2018 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL