Busca:

  Notícia
 
Brasileiro considera o 'feminismo' mais positivo que as brasileiras


Os homens brasileiros avaliam de forma mais positiva o feminismo que as próprias brasileiras. De acordo com pesquisa do instituto Datafolha, para 48% deles, o feminismo traz mais benefícios que prejuízos às mulheres, enquanto 41% vêem mais prejuízo que benefício. Entre as mulheres, há empate técnico: 43% dizem que há mais benefícios e 41%, mais prejuízos. Quase metade dos homens (49%) vê mais benefícios para a sociedade, e 41% têm opinião inversa. Entre as mulheres, 45% acham que há mais benefícios e 38% mais prejuízos.


A parcela de homens que apoiam a defesa de igualdade social, econômica e política entre homens e mulheres também supera a de mulheres que se consideram feministas. Eles são maioria (52%); elas, minoria (39%). A pesquisa ouviu 2.086 brasileiros com 16 anos ou mais (1.095 mulheres e 991 homens), em 130 municípios de todo o país, nos dias 2 e 3 de abril. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.


Independentemente da afinidade com o feminismo, mais de dois terços do total concordam com teses feministas como a de que o espaço ocupado por mulheres na política hoje é menor que o suficiente.
Em fevereiro, 86% discordaram da ideia de que mulheres devem se dedicar só à casa e aos filhos, e 64% concordaram que elas ganham salário menor simplesmente por serem mulheres, mostrou pesquisa Datafolha feita com a mesma metodologia, em parceria com a ONG Oxfam Brasil.


A imagem estereotipada de que feministas não se depilam, não se maquiam nem gostam de homens faz com que o termo atraia menos mulheres mais pobres —fenômeno que aparece também na pesquisa Datafolha—, escreveu a pesquisadora do King’s College Christina Scharff.


Em pesquisas na Alemanha e na Grã-Bretanha, mulheres afirmaram rejeitar o termo feminista por sua conotação de ódio aos homens, lesbianismo ou falta de feminilidade. Ainda que haja feministas que tratem homens como inimigos, essa oposição não é consenso nem majoritária.

Mais Notícias

Deputado critica Rui por mais mudanças na Previdência estadual
Novas mensagens mostram que Moro interferiu nas negociações
Liberação do saque do FGTS pode elevar PIB de 2019 para 1%
Faculdade particular vai poder revalidar diploma de médico
Amazon é investigada por usar informação de clientes
Brasil relembra tetracampeonato e retorno no voo da muamba
Nadadora baiana é a maior medalhista de maratona do mundo
Governo tenta reanimar economia com saque de até 35% do FGTS
Ministério Público começa a investigar Dallagnol e Pozzobon
Começa segunda-feira o cadastro para o transporte universitário


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL