Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 22 novembro 2018


Sintomas  O vereador Oziel Araújo segue mortalmente picado pelo perigoso e condenável vírus do poder sem limites. De costas para o púlpito, onde a simplicidade, o respeito, o equilíbrio e a igualdade são regras, o tucano insiste em atropelar a lei que proíbe a disputa pela reeleição para presidente do Legislativo de Camaçari, permanecendo assim por mais 2 anos (2019/2020).


Sintomas 2 O caminho perigoso pode ser longo e nada saudável para o processo de reciclagem e renovação necessárias numa democracia. Conquistado seu intento, tudo é possível. Quem sabe mais 2 anos de poder, a partir de 2021. E, depois, mais um biênio até 2024.


Sintomas 3 Na sessão desta quinta-feira (22), o vereador presidente colocou em votação um parecer de admissibilidade do seu projeto de reeleição, sem que o tema fosse discutido na comissão de constituição e justiça (CCJ). Sem cerimônia, Oziel atropelou o regimento interno da Câmara de Vereadores que também determina a distribuição do projeto para que seus colegas vereadores discutissem e até apresentassem emendas.


Sintomas 4 Com mais essa bicada na lei, atropelando prazos que tecnicamente tornam seu projeto de reeleição inviável, como detalhou a Coluna postada no último dia 7 (Confira), Oziel avança perigosamente.


Sintomas 5 Muito mais que o risco de ser abatido antes do pouso seguro, seu voo pode atingir a base aliada. Mesmo dona de 16 dos 21 votos da Casa, movimento de Oziel pode transformar a sucessão, palavrada para ser alternada pelo demista Jorge Curvelo, numa crise que vai estourar no colo do alcaide Elinaldo.


Tamanho-G Camaçari ganha duas novas secretarias a partir de janeiro de 2019. A secretaria avançada da costa de Camaçari, ou secretaria da orla, será comandada pelo atual vice-prefeito e 3 vezes alcaide de Camaçari, José Tude (DEM). A Coluna apurou que o cargo de sub-secretário deve ser ocupado por figura de intreira confiança de Tude. Com a nova pasta, o ex-prefeito passa a contar com 3 estruturas na sua cota de poder municipal: desenvolvimento econômico (Sedec), com  Waldy Freitas; e cultura (Secult), com a filha Márcia Tude. 


Tamanho-G 2 Como antecipou a Coluna, a outra estrutura, desmembrada da pasta do desenvolvimento econômico (Sedec), vai atender os anseios do setor turístico. A oficialização deve acontecer em meados de dezembro, após a aprovação pela Câmara de Vereadores do projeto de reforma administrativa. Com mais essas duas pastas, o chamado 1º escalão passa a contar com 20 estruturas com status de secretaria. 


Tamanho-G 3 A pasta do turismo será comandada pelo vereador Gilvan Souza (PR), que será substituído no Legislativo  por Cristiane Bacelar. Eleita pelo PR, a doutora Cristiane, irmã do deputado federal reeleito Jonga Bacelar (PR), migrou para o PRB. A subsecretária de turismo será Lúcia Bichara, profissional com larga experiência na coordenação e formulação de projetos no setor.  


Capitania  Também em janeiro a pasta do desenvolvimento social e cidadania (Sedes) ganha nova titular. Sai Ilai Ellery e entra a advogada Andrea Montenegro. Com a doutora Andrea, pasta chega a sua 4ª titular em 2 anos.


Capitania 2 Além da presença feminina, o comando da Sedes apresenta outra coincidência. Todas as titulares, desde a posse do novo governo, em janeiro de 2017, exibem sobrenomes conhecidos. A futura secretária vem da linhagem dos Montenegro, família com larga participação na política e considerada uma das mais antigas da cidade.


Capitania 3  Andrea Montenegro entra no lugar de Ilai Ellery, filha do ex-prefeito Humberto Ellery e da ex-deputada federal e 1ª titular da secretaria na atual gestão. Simara Ellery foi substituída por outra representante de família tradicional. A ex-vereadora Janete Ferreira, filha do ex-deputado Ferreira Ottomar, ex-Limpec e atual titular da pasta de relações institucionais (Serin), comandou a Sedes entre janeiro e abril deste ano.


Figa  O turismo na Bahia vai mal e a outrora campeã de visitantes do Nordeste, e uma das líderes em todas as medidas no setor em todo país, agora oscila entre a vice-liderança e o 3º lugar na região, atrás de Fortaleza e disputando turistas com Recife.


Figa 2  A constatação passa longe do tão em moda ‘fake news’. Quem garante é o ex-secretário de cultura e turismo do estado e ex-presidente da Bahiatursa, Paulo Gaudenzi. Considerado um dos maiores  formuladores e gestores no setor em todo país, Gaudenzi exibiu números de uma triste Bahia, na manhã desta quinta-feira (22), durante o 1º fórum de turismo de Camaçari.


Figa 3  Durante sua palestra sobre ‘turismo como vetor de desenvolvimento’, no hotel Vila Galé, orla do município, Gaudenzi citou dados que sinalizam a importância da atividade turística como geradora de emprego, maior que segmentos como a nossa tão festejada planta petroquímica. Lembrou o descaso com a nossa infraestrutura turística, como o fechamento desde 2015 do centro de convenções da Bahia. O resultado é a queda no número de passageiros que trocam Salvador por Fortaleza. Ainda segundo gaudenzi, na conta dos voos perdemos até para a capital pernambucana.


Figa 4  A palestra de Gaudenzi, presenciada pelo alcaide Elinaldo, seu vice, pelo futuro secretário de turismo, e empresários do setor no município, dá a dimensão da responsabilidade de criar uma estrutura de fomento ao turismo em Camaçari. De forma clara e inequívoca, o ex-secretário de turismo e guia  maior da Bahiatursa, desde a sua criação, deixou claro que turismo é muito mais que sacudir as fitinhas. 


Figa 5  Município com 42 quilômetros de praias, completados com um riquíssimo ecossistema formado por matas, rios, lagoas, dunas e um importante pedaço da história da Bahia, não precisa de mais uma estrutura para atender aliados políticos. Se for para apenas amarrar a fitinha sem os 3 nós e os respectivos pedidos, é melhor nem apostar.


Confira todas as Colunas acessando o link  http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


22/11/2018

Mais Notícias

Governo e Dow Química nada sabem sobre buraco na Ilha
Palocci diz que propina de usina bancou campanha de Haddad
MP investiga irregularidades com salários em 16 Assembleias
Camaçarico 19 janeiro 2019
Bolsonaro pode escolher reitor da Universidade do Recôncavo
Governo pode cortar benefício do INSS sem avisar beneficiário
Baterista e fundador do grupo O Rappa more aos 53 anos
Filho de Bolsonaro recebeu em 1 mês R$ 96 mil em depósitos
Policial do Bope é o principal suspeito pela morte de Marielle
Monte Gordo e Abrantes festejam padroeiros neste final de semana


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL