Busca:

  Notícia
 
Lá vem a China de novo


Jolivaldo Freitas é escritor, jornalista e publicitário

Das primeiras coisas que eu gostava da China, quando criança, eram os pastéis chineses, os pãezinhos ao vapor e o porco doce-azedo. Depois vieram, para nosso deleite, os produtos “Xing-Ling” e quem comprava usava umas três vezes e mandava para o conserto em que ninguém nunca conseguia consertar. Lembro quando os chineses permitiram que muita gente tivesse renda com a instalação das famosas casas de venda de produtos de R$ 1,90. Foi uma festa e comprei até mesmo um relógio, que esqueci ser made in China e entrei no mar. A China disputando com os coreanos para ver quem inundava o mundo de quinquilharias. Hoje a China não quer mais vender bugigangas. Vende é tecnologia de ponta.


Mas nos últimos anos a China tem exportado é preocupação, notadamente na área da Saúde. Tudo está vindo de lá, parecendo que os deuses elegeram a joia do oriente para espalhar o caos e o pânico e anunciar o armagedon. Sars, gripe aviária e coronavírus. Virou berço das epidemias. E o coronavírus querendo, por estar querendo, ficar agoniando os chineses, sem trégua, se renovando, criando novas características e colocando o planeta permanentemente com as orelhas em pé.


A China é palco de semelhanças desde a Idade Média, pois foi de lá que saiu uma epidemia de cortar os pulsos. A peste bubônica, cuja bactéria era transmitida ao ser humano por pulgas que infestavam ratos e outros roedores, foi “exportada” e foi o que se viu. Ela invadiu a Europa em 1343, seguindo pela Rota da Seda. Essa mesmo que a China vem querendo ressuscitar e que foi palco de muitas tragédias, belos romances e excelentes filmes.


A bubônica matou cerca de 75 milhões de pessoas. Acredite que era relativo a 15% da população mundial estimada na época. Mas não é que os chineses façam isso por serem maus, conforme assegura ou assegurava nosso presidente da República e seus rebentos. A questão é que a China é o mais populoso país que existe e também é imenso em sua conformação geográfica. Daí surgem coisas que são de arrepiar. E os especialistas em botânica, infectologistas e outros cientistas garantem que existem por lá coisas que estão para sair, bastando serem desentocadas. A China ainda é segredosa até para os chineses.


Tanto que nesse momento ela já relata o primeiro caso humano de gripe aviária H3N8. Os especialistas garantem ser baixo o risco de transmissão para outras pessoas. A infecção foi descoberta em um menino de 4 anos da província central de Henan, que havia desenvolvido febre e outros sintomas. Nenhum contato próximo foi infectado com o vírus, afirmou a Comissão Nacional de Saúde em nota. O noticiário diz ainda que a criança havia tido contato com frangos e corvos criados em sua casa e que a variante H3N8 foi detectada anteriormente em outros lugares do mundo em cavalos, cachorros, pássaros e focas, mas nenhum caso de H3N8 em humanos havia sido reportado.


Bom saber que várias variantes diferentes de gripe aviária estão lá na China. Vez em quando alguma se manifesta e infectam pessoas, normalmente os mais suscetíveis que trabalham com aves. No ano passado a China reportou o primeiro caso de H10N3 em humanos. O país tem uma imensidão de populações de aves selvagens e outras criadas aos montes para consumo. O ambiente é ideal para vírus sofrer mutações. Made in China.


Jolivaldo Freitas  jolivaldo.freitas@yahoo.com.br é escritor, jornalista, publicitário e diretor da Associação Baiana de Imprensa


Opiniões e conceitos expressos nos artigos são de responsabilidade do autor


 

Mais Notícias

Baiana Bia Ferreira está na final do Mundial de Boxe
Camaçarico 18 de maio 2022
Bahia segue em 1º lugar no ranking nacional de assassinatos
Trabalho sem carteira já atinge 39,1% da população ocupada
Bolsonaro aciona Moraes por abuso de autoridade
A propaganda continua sendo a alma do negócio
SUS continua com mesma estrutura pré-covid
Preço do gás veicular dispara e conversão deixa de ser vantagem
Senado prepara volta de vantagens salariais para magistrados
`A obra da ponte SSA-Itaparica já está andando`


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2022 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL