Busca:

  Notícia
 
Bahia está entre os estados com menor índice de esclarecimento de assassinatos

Levantamento inédito realizado pelo Instituto Sou da Paz  mostra que mais da metade dos homicídios no Brasil ficam sem resposta. O percentual de esclarecimento de  mortes até avançou nos últimos anos, chegando a 44% na pesquisa mais recente. A Bahia aparece  na lista dos  estados com baixa eficácia na  elucidação desses crimes, ao lado do  Rio de Janeiro, Paraíba, Piauí e Paraná. 


Ainda de acordo com o estudo apenas  4 Estados são classificados como tendo alta eficácia na investigação e responsabilização de assassinatos. O líder é Mato Grosso do Sul (89%), seguido por Santa Catarina, com 83%, Distrito Federal, 81%, e Rondônia, 74% de resolução.  Outros 8 Estados são classificados como tendo média eficácia (entre 66% e 33% de esclarecimento), enquanto outros 5 estão abaixo de 33%, o que os coloca em posição de baixa eficácia. 


A pesquisa leva em consideração assassinatos cometidos em 2018 (ano em que foram registrados mais de 48 mil homicídios dolosos) que tenham sido resolvidos com apresentação de denúncia no mesmo ano ou até o fim de 2019. 


O indicador nacional que aponta 44% de resolução de casos deixa o Brasil abaixo da média mundial, que é de 63%, segundo dados reunidos em 72 países. A porcentagem brasileira, no entanto, é compatível com a média de 18 países das Américas (região do mundo onde menos se esclarece assassinatos), que é de 43%. Na Europa, o indicador é de 92%. 


O Brasil registrou no ano passado 43.892 mortes violentas. Número é maior que em 2019, com 2.162 mortes a menos. Estão contabilizadas no número as vítimas de homicídios dolosos (incluindo os feminicídios), latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. Estadão

Mais Notícias

Vendas de alimentos online crescem 900% durante a pandemia
Camaçari registra 2 óbitos e 5 novos casos de Covid-19 em 24h
Servidores cobram de Rui Costa reposição salarial de 7 anos
Maioria dos brasileiros prefere pagar despesas com dinheiro vivo
Brasil fecha agosto com mais de 13 milhões de desempregados
Bahia é vice-campeã do Nordeste na lista do trabalho escravo
Dom Dirceu de Oliveira será o novo bispo da Diocese de Camaçari
Camaçari registra 2 óbitos e 18 novos casos de Covid em 24h
Fazendários sem aumento desde 2015 cobram reposição salarial
Camaçarico 26 de outubro 2021


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2021 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL