Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 4 de maio 2021


Caminhada O educador Sócrates Magno é candidato a deputado federal nas eleições de 2022. Em conversa com o editor da Coluna, Sócrates que disputou a prefeitura de Camaçari pelo PSOL, disse que sua postulação não é escada para uma nova disputa em 2024. Garante que é um projeto definido pela direção nacional do partido, hoje com 10 assentos no Congresso Nacional, e nenhum representante do Nordeste.


Caminhada 2 É preciso fortalecer a presença do partido no Nordeste, onde a Bahia tem um simbolismo especial e exibe um quadro de desigualdade e de condução política que precisa ser mudada em favor da população. Sócrates, que somou pouco mais de mil votos e ficou em 4º lugar na disputa, vencida pelo alcaide reeleito, Antonio Elinaldo (Democratas), garante que chegou a vez do PSOL.


Caminhada 3 Aposta que sua candidatura vai ganhar as ruas de Camaçari, em contraposição aos projetos clientelistas e desconectados com a realidade da população do atual grupo político, e do antigo detentor do poder, o PT, que tenta voltar ao comando da cidade, mesmo mantendo uma construção política equivocada e distante dos princípios de um partido de esquerda.


Caminhada 4 Nessa caminhada para mudar esse quadro, Sócrates assegura que conta com o apoio de figuras como a deputada Luiza Erundina, ex-prefeita da capital paulista, o deputado Marcelo Freixo (RJ), e de Guilherme Boulos, candidato a presidente nas eleições de 2018.


Resgate O livro “Do Joanes ao Jacuípe, uma história de muitas querelas, tensões e disputas locais", do professor, historiador e pesquisador Diego Copque, começa a influenciar de forma direta e positiva no reconhecimento de seus importantes filhos e sua contribuição histórica, totalmente ignorada e desconhecida até antes da publicação.


Resgate 2 A Câmara de Vereadores de Camaçari prepara projeto de resolução instituindo duas honrarias. Por sugestão do historiador, feita ao presidente da Casa, Junior Borges (Democratas), serão criadas a Comenda Pedro Reis e a Medalha Ambrósio Pires.


Resgate 3 O caboclo Pedro Reis foi o primeiro vereador descendente de índio eleito, em 1758, para a primeira Câmara criada com a elevação do antigo aldeamento a condição de Vila de Abrantes. Já a medalha Ambrósio Pires, para homenagear figuras que se destacaram na cultura e na educação no município, resgata a importante contribuição do primeiro ator índio do Brasil.


Tabuada  A velha fórmula dos ´100 dias de governo` segue em uso, até por quem nem deveria fazer essa conta. Com a reeleição do alcaide Antonio Elinaldo (Democratas), e a manutenção de boa parte dos titulares das secretarias, não existem motivos para exibir avanços nesse período, como se a gestão estivesse começando em janeiro. O número real é 1.560 dias. A conta é simples. Basta multiplicar os dias do ano, pelos 4 anos (2017/2020) do primeiro mandato, 365 X 4 = 1.460 + os 100 dias desse segundo governo.


B. O. O mês de abril registrou queda no número de assassinatos em Camaçari. De acordo com a   secretaria de segurança pública do estado (SSP-BA) foram contados 22 homicídios. É o menor registro na comparação com 2020, com 31 mortes violentas, e empatado com 2019, também com 22.


B. O. 2 No balanço dos primeiros 4 meses do ano, 2020 conta 91 assassinatos, 29 a mais que nesse ano (62 assassinatos), e 27 a mais na comparação com 2019 (64 mortes). Já na conta total, foram 198 assassinatos em 2020, e o mesmo número em 2019.    


Harmonia Camaçari perde para a Covid-19 mais um filho ilustre. Dessa vez foi Evandro Amaro, fundador e comandante da Fanesc, a Fanfarra Estudantil de Camaçari. Foi com Evandro, 51 anos, que a Fanesc deu um salto e avançou para o time das melhores fanfarras do Brasil, com um título nacional e 5 estaduais.


Harmonia 2 Inovador, Evandro foi o grande responsável pela consolidação do segmento bandas e fanfarras em Camaçari, com a movimentação que resultou na criação de outros dois conjuntos musicais: a Fanesva (Banda Marcial de Vila de Abrantes), e a Fanesp (Associação Cultural Banda Marcial Estudantil de Parafuso). Esse ex-bamuqueiro e fanesqueiro de coração vai fazer falta.


Desarmonia Mesmo festejado pelo poder, com direito a registro ´post mortem` no site da prefeitura, festejando sua importâcia para a cultura da música de Camaçari, Evandro enfrentava dificuldades de saúde e financeiras. Exonerado do cargo que possuia na gestão municipal, agaurdava a nova nomeação que nunca veio. 


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com - Editor


 4/5/2021  Atualização ás 13h48


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


Instagram https://www.instagram.com/joaoleitefilho01/?hl=pt-br


You Tube https://www.youtube.com/channel/UCVFnWrjZpNsVJCbD6_D5ekg?view_as=subscriber

Mais Notícias

OAB-Camaçari aciona MP e pede suspensão de obras na praça de Vila de Abrantes
Camaçari registra 1 óbito e 52 novos casos de Covid em 24h
Camaçari distribui sementes e insumos para pequeno agricultor
Anvisa suspende imunização de gestantes com a Oxford/AstraZeneca
Pesquisa mostra que 9% das mulheres sofreram violência sexual
Camaçari registra 2 óbitos e 7 novos casos de Covid em 24h
Camaçarico 10 de maio de 2021
MP cobra de Camaçari o cumprimento da revisão do PDDU
Polícia prende suspeitos pelas mortes do caso Artakarejo
Fiocruz descumpre prazos para vacinas e vira motivo de críticas


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2021 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL