Busca:

  Notícia
 
Pesquisa mostra que baiano não tem bom hábito alimentar


Os baianos não têm bons hábitos alimentares, mesmo tendo o segundo menor índice do país de pessoas que consomem grande quantidade de alimentos ultraprocessados. É o que mostra a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2019, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


Apesar do dado em relação a comida industrializada, a proporção de pessoas que consomem a quantidade recomendada de frutas ou hortaliças na Bahia é de 9,1%. Índice segundo especialistas,  representa uma rotina alimentar ruim e preocupante.


Ainda se acordo com a pesquisa, apenas 6,5% da população adulta da bahia reconheceu consumo alto de alimentos como biscoitos, bolos e salgadinhos de pacote, presunto, salsicha, mortadela, e outros incluídos na categoria de ultraprocessados. O índice equivale a 730 mil pessoas de 18 anos ou mais que consumia, em um dia, cinco ou mais itens desse tipo de alimentos. O percentual da Bahia é maior apenas do registrado no Maranhão (6,3%), e menos da metade do verificado no Brasil como um todo, onde 14,5% dos adultos tiveram um alto consumo deste tipo de alimento no ano passado.


Os dados da pesquisa ainda revelam que o índice de homens com alto consumo de industrializados é maior do que entre as mulheres. E quando se observa a idade, os mais jovens, com idade entre 18 e 24 anos, ingerem este tipo de comida quase cinco vezes mais do que os idosos.


O percentual de adultos com alto consumo de ultraprocessados é mais expressivo em Salvador do que no estado como um todo: 10,5% ou 241 mil pessoas de 18 anos ou mais, identificou o IBGE. Ainda assim a capital baiana tem a quarta menor proporção entre as demais, acima apenas de Natal, no Rio Grande do Norte e seus 9,1%, Teresina, no Piauí, com 9,5% e São Luís, no Maranhão (10,3%).

Mais Notícias

Camaçari registra 14 novos casos de Covid-19 em 24h
Bahia vive 2ª onda de contaminação, diz secretário da saúde
Governo prepara privatização das Docas da Bahia
Maioria das empresas reduziu salários durante a pandemia
Odebrecht disponibiliza programa social de desenvolvimento sustentável
Camaçari registra 22 novos casos de Covid-19 em 24 horas
Cerca de 6 milhões tomaram empréstimo durante a pandemia
Redução no valor do auxílio aumenta situação de pobreza no Brasil
Vacinação contra Covid-19 terá 4 fases e começa pelos idosos
Camaçari registra 22 novos casos de Covid-19 em 24 horas


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2020 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL