Busca:

  Notícia
 
Provas do Enem devem acontecer em janeiro


A data do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será divulgada ainda esta semana pelo Instituto Nacional de Estudo e Pesquisas Educacionais (Inep), mas a data mais provável ´pe janeiro de 2021. O mês foi defendido por secretários de educação e universidades em reuniões com o governo. A direção do Inep deve acatar a sugestão.


A prova foi adiada pelo Ministério da Educação (MEC) por causa da pandemia do coronavírus. Mais de 5,8 milhões de estudantes estão inscritos. Em enquete realizada a pedido do ex-ministro Abraham Weintraub, a maior parte dos estudantes (49,7%) votou para que o Enem fosse apenas em maio do ano que vem. Outros 35,3% optaram por janeiro. 


No entanto, depois que Weintraub foi demitido, a direção do Inep não se comprometeu em seguir o resultado da pesquisa e anunciou que ouviria representantes dos Estados e do ensino superior para tomar uma decisão.


Isso porque, depois do Enem, da correção e da divulgação dos resultados, o que leva praticamente dois meses, é preciso ainda que as notas sejam colocadas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o sistema online do MEC que seleciona estudantes para as vagas nas universidades públicas. A nota da prova também é necessária para se concorrer à bolsa no ProUni e para o Fies, o financiamento estudantil, ambos programas federais.


As universidades particulares também não querem um Enem tão tarde porque os estudantes esperam o resultado da prova e do Sisu para ver se conseguiram vaga em instituições públicas e só depois partir para uma privada. O exame em maio prejudicaria mais ainda um mercado já fragilizado, com perda de estudantes e alta inadimplência por causa da pandemia.


A opção de fazer a prova em dezembro também foi descartada nas reuniões porque os secretários de Educação querem mais tempo de aula para preparar os estudantes para o Enem. Estadão

Mais Notícias

Camaçarico 4 de agosto 2020
SEC ainda não definiu volta às aulas na rede estadual
Bahia tem mais casos sob investigação de síndrome da Zika
Ricos fogem da crise poupando enquanto pobres se endividam
Bolsonaro veta projeto que ajuda trabalhador da saúde
Camaçari registra 25 novos casos e 2 óbitos nas últimas 24 h
Brasileiro registra a maior queda no padrão de vida em 80 anos
Estados brasileiros perdem R$ 16,4 bilhões em impostos
Gasolina muda especificações e fica menos econômica
Camaçari registra 20 novos casos e 2 óbitos em 24 horas


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2020 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL