Busca:

  Notícia
 
Estado deve gastar R$ 120 milhões com subsídios do metrô


O governo da Bahia deve gastar neste ano de 2020 cerca de  R$ 121 milhões de subsídio para manter  em funcionamento o metrô de Salvador. O  valor que leva em consideração o aumento da integração ônibus-metrô e outros custos, foi de R$ 65 milhões no ano de 2019, segundo dados fornecidos  pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur). Pelo contrato, a administração estadual é obrigada a pagar o subsídio quando a concessionária CCR Metrô não transporta um número mínimo de passageiros estabelecido no acordo.  


Com 20 estações nos seus 33 Km de extensão, metrô da capital  transporta cerca de 370 mil passageiros  por dia com viagens entre 5 da manhã e meia noite.


A tarifa do modal metroviária custa hoje R$ 3,70, e o governo não informou se haverá reajuste. No caso do ônibus na capital, que tem passagem de R$ 4, a prefeitura soteropolitana informou que não haverá aumento neste início do ano. Segundo o secretário municipal de Mobilidade (Semob), Fábio Mota, um dos itens que está em pauta é a participação dos empresários no que é arrecadado com as passagens dos transportes públicos. Atualmente, 60% da tarifa vão para o metrô e 40% para as empresas de ônibus, que querem ampliar a participação. 

Mais Notícias

Camaçarico 4 de junho 2020
Bahia tem 290 cidades com sistemas de transportes suspensos
Aumenta número de homens que realizam tarefas dométicas
Pandemia interferiu no psicológico de quase 40% dos baianos
Camaçari registra 335 casos e 13 óbitos pelo Coronavírus
Governo anunciou até em sites de jogos de azar, diz CPI das fake
Produção industrial brasileira registra queda história em abril
Brasil ultrapassa as 31 mil mortes e registra mais de 558 mil casos
Tricolor fecha abril com prejuízo de R$ 1,4 milhão
Vendas de automóveis em maio é a pior em 28 anos


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2020 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL