Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 9 dezembro de 2019


O embiruçu da avenida Eixo Urbano é uma das mais antigas espécies que se tem registro na cidade

Retorno Com o prazo de desincompatibilização em março, a Câmara de Vereadores de Camaçari deve retomar sua formação original definida pelas urnas de 2016. Voltam para o Legislativo os secretários da saúde, Elias Natan (PR); do turismo, Gilvan Souza (PR); da habitação, Junior Borges (DEM); da agricultura e pesca, Antonio Falcão (DEM).


Retorno 2 Retomada das cadeiras empurra para a suplência Fafá de Senhorinho (DEM), Niltinho (PR), Dedel (PSDB) e a Dra Cristiane Bacelar (PRB). Mexida no Legislativo também abre a temporada de especulações sobre os novos titulares das pastas. No turismo o nome mais provável é de Lúcia Bichara, considerada técnica e responsável por parte das ações da pasta comandada por Gilvan Souza. 


Retorno 3 Na saúde o nome do doutor Luiz Duplat, que chegou a ser cogitado como titular na montagem do governo, em 2016, é bem aceito, respeitado, mas pode ser rifado para atender critérios políticos do doutor Natan. Na pasta da habitação, a doutora Vivian Angelim, esposa do coordenador de eventos, Luiz Mário, conta com a simpatia do alcaide e tem tudo para ficar, mesmo a contragosto de Junior Borges.


Retorno 4 As incógnitas são maiores no feudo do 3 vezes alcaide e atual vice-prefeito, José Tude (DEM). O atual secretário da orla e vice-prefeito, José Tude (DEM), terá de deixar o cargo de secretário se quiser seguir como companheiro de chapa de Elinaldo em 2020. Osvaldinho Marcolino, seu sub, é peça considerada de difícil ascensão e deve permanecer onde está com a saída do chefe. 


Retorno 5 Já a secretária de cultura e herdeira do tudismo, Marcia Tude, vive o dilema shakespeariano de ´ser ou não ser` candidata. Em tese, Tude poderia disputar a vice e a filha se candidatar a uma das 21 vagas do Legislativo camaçariense. Contrário ao projeto familiar na política, o alcaide já deixou claro que por essa porta só passa um. Diante da decisão de Elinaldo, ex-prefeito tem até março para decidir se abre mão da vaga de vice na chapa e aposta no futuro político da sua filhota. Caso Márcia deixe o cargo, o sub-secretário Luciel Neto pode ser o substituto. Outro nome listado nos bastidores da Secult é o da cantora, agitadora cultural e amiga da secretária, Guida Moira.


Retorno 6 Lista se completa com Sessé Abreu (PSDB), que deixa a pasta do esporte, mas não disputa a reeleição. Mesmo com tempo para se aposentar como servidor do município, Sessé vira cabo eleitoral do doutor Natan. Esse é justamente o motivo para não permanecer na pasta. Com a bola, o apito, as camisas e o campo sob seu controle, Natan ganharia uma segunda estrutura de apoio, já que a pasta da saúde não deve sofrer mexidas.


Retorno 7 O hoje tucano Sessé vai aguardar o resultado das urnas para decidir seu rumo. Em caso de vitória de Elinaldo, pode até voltar a ocupar uma secretaria. Além do salário e da desobrigação com o eleitor, Sessé asseguraria uma aposentadoria no teto de R$ 15 mil. 


Retorno 8 Outro que também tem tempo para comprar o pijama e se dedicar apenas aos passarinhos, é o petista Téo Ribeiro. Candidato à reeleição até ontem, Téo segue na conta da indefinição até meados de 2020. Também deve se aposentar com salário equivalente a secretário.


Espectador O vereador Oziel Araújo (PSDB) segue em cima do muro e sem pressa para descer para um dos lados. Com o comando do PSDB assegurado pela direção estadual, em tese até 2021, e o PDT municipal, agora sob seu controle e reserva para casos de perda do poleiro tucano, Oziel garante que continua na base do alcaide Antonio Elinaldo (DEM), apesar do esfriamento das relações.


Espectador 2 Se permanece no projeto de reeleição de Elinaldo, entra na disputa pela prefeitura, o que é o menos provável, ou concorre à reeleição, são respostas para depois do carnaval. Lembra que antes de abril, com o pula-pula de partidos permitido pela legislação com a chamada ´janela eleitoral`, nada acontece de forma definitiva no mapa político de Camaçari.  


Espectador 3 Mesmo considerado ingrato pelo alcaide, Oziel diz que foi e continua sendo um grande aliado. Lembra que a eleição do demista Jorge Curvelo para a presidência do Legislativo, biênio 2019/2020, passou por sua articulação. Foi graças ao projeto que assegurava a sua reeleição, que segundo disse ao Camaçarico, não passou de uma encenação, que o controle da sucessão, já fora do campo de influência de Elinaldo, com Zé do Pão (PTB) fortalecido e caminhando para a vitória, que o governo conseguiu retomar o comando do processo e negociar com os vereadores a eleição do demista.


Cinzentos O embiruçu mais antigo existente no centro de Camaçari, caminha para erradicação. Localizada no limite de um terreno na avenida Eixo Urbano, árvore sofreu mais um corte e volta a ter sua permanência ameaçada. Nessa motosserra de descaso e desrespeito, não entra apenas a prefeitura através da secretaria de desenvolvimento urbano (Sedur). Se junta a essa plantação de omissos os ambientalistas, bons de discurso nas redes sociais, mas incapazes de moverem uma folha em defesa do verde no centro urbano.


Cinzentos 2 A Coluna apurou que a poda foi realizada há cerca de 10 dias, depois do temporal que atingiu Camaçari e toda a Grande Salvador. Parte do serviço foi realizado pela Coelba, sob o pretexto de risco de destruição da rede elétrica. O restante da poda foi realizada pela Defesa Civil que procurou, dentro das suas limitações técnicas, não  erradicar a árvore com cortes mais radicais.


Cinzentos 3 Especialista ouvido pelo Camaçarico assegura que o embiruçu, se não sofreu nenhum processo de envenenamento durante o corte, pode se recompor. Garante que será necessário um acompanhamento técnico para novas intervenções que assegurem sua permanência na cada vez mais árida paisagem de Camaçari.


Cinzentos 4 Árvore típica do serrado, o embiruçu da avenida Eixo Urbano é uma das mais antigas espécies que se tem registro na cidade. Plantada na primeira metade do século passado, espécie com espessura de cerca de 8 metros, exibe toda a sua grandiosidade quando exige 4 pessoas para que juntas consigam abraçar seu tronco. 


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


9/12/2019 Atualização às 17h00

Mais Notícias

Bahia ultrapassa os 26 mil casos de contaminados pelo Covid-19
Governo prorroga auxílio emergencial mas reduz valor
Ex-deputado Joaci Góes elogia governo do presidente Bolsonaro
Pandemia aumenta em quase 10 vezes a criação de lojas virtuais
Brasil já é o 3º no mundo em mortes pelo Covid-19
Camaçarico 4 de junho 2020
Bahia tem 290 cidades com sistemas de transportes suspensos
Aumenta número de homens que realizam tarefas domésticas
Pandemia interferiu no psicológico de quase 40% dos baianos
Camaçari registra 335 casos e 13 óbitos pelo Coronavírus


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2020 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL