Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 7 de novembro 2019


Distraídos  Governistas e, em especial, os vereadores e lideranças oposicionistas, parecem não querer mexer no vespeiro criado pelo governo do estado que excluiu Camaçari do pacote de vagas para trabalho temporário na Refinaria Landulfo Alves de Mataripe (RLAM).


Distraídos 2 Desde quarta-feira (6) que o SAC de Camaçari  está promovendo a seleção dos que vão  ocupar as cerca de 1 mil vagas para os quase 2 meses de trabalho de manutenção da refinaria instalada em São Francisco do Conde, na Grande Salvador.


Distraídos 3 Mesmo com discurso de compromisso com a geração de emprego e renda, e solidária com a situação de dificuldades por que passa o trabalhador brasileiro, nenhum político apareceu para protestar.


Distraídos 4 A reação contra a exclusão de Camaçari, que só serve para ceder sua estrutura para cadastramento dos futuros empregados de outras cidades, veio do movimento dos trabalhadores sem emprego que realizou na tarde de quarta-feira (6), uma manifestação no próprio SAC.


Distraídos 5 Segundo apurou a Coluna, o trabalho de seleção, realizado com a intermediação do Sine–Bahia, estrutura  da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) do Governo do estado, responsável pelo serviço de intermediação de empregos, só beneficia trabalhadores das cidades de Candeias,  Madre  de Deus, Simões Filho e São Francisco do Conde, onde a unidade da Petrobras está instalada. 


Preju A transferência do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) da rua José Nunes de Matos, centro de Camaçari, para o shopping da via Parafuso, foi o pior presente que os cerca de 100 comerciantes da região ganharam do governo do estado. Desde janeiro, quando o posto foi desativado, cerca de 30% dos pontos comerciais e moradias perderam público e entraram num ciclo de prejuízo que só faz aumentar. 


Preju 2  Com a nova realidade, veio o desemprego e o  aumento dos índices de violência na região. Comerciantes e moradores esperam agora o remendo prometido pela prefeitura, dona do imóvel, de ocupação do espaço com uma de suas unidades.


Preju 3  Comerciantes dizem que a proposta de instalação de uma Policlínica chegou a ser discutida. Caminhando para completar 1 ano fechado, o prédio do antigo SAC é mais um símbolo do desperdício num município que aluga imóveis para abrigar secretarias e outras unidades, quando deveria investir os recursos do contribuinte na preservação do patrimônio público.


Preju 4 Construção que integra uma área de quase 2 mil metros quadrados, inclusive com acesso pela praça Abrantes, virou disputa entre as secretarias da saúde (Sesau) e habitação (Sehab). A Sesau, comandada pelo vereador licenciado, o médico Elias Natan (PR), planeja instalar no local a Policlínica, hoje funcionando na avenida 28 de Setembro, com um custo mensal de aluguel de R$ 55 mil, ou R$ 660 mil a cada 12 meses. Imóvel também está nos planos do titular da Sehab, o também vereador licenciado Junior Borges (DEM). Independente do vencedor da disputa, nada acontece mais neste 2019.


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


7/11/2019

Mais Notícias

Empresária acusa promotor de corrupção e lavagem de dinheiro
Desembargadora movimentou R$ 13 milhões em 57 contas bancárias
Moradores fazem novo protesto contra aumento do pedágio na BA-099
Projeto de prisão em segunda instância avança na Câmara
Porteiro muda versão e retira casa de Bolsonaro do caso Marielle
Ex-presidente da Braskem é preso ao desembarcar nos Estados Unidos
TJ-BA convoca substitutos de desembargadores afastados
Supremo afasta Mario Negromonte do Tribunal de Contas
Desemprego aumenta apenas entre os negros, diz IBGE
Metalúrgicos buscam novo grupo para comprar Ford caminhões


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL