Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 8 de outubro 2019


Guinness O alcaide Antonio Elinaldo (DEM) não poderia arranjar´toco eleitoral` melhor. A secretaria de infraestrutura (Seinfra), que em qualquer administração é o grande cabo eleitoral, em Camaçari tem se especializado em descumprir prazos, flertar com o perigoso limite da improbidade, desagradar eleitores, além de colocar azeitona na empada da oposição. O destaque da pasta comandada pela doutora Joselene Cardim vai para a avenida Jorge Amado, prometida para setembro do ano passado e festejando seu 1º aninho de atraso.


Guinness 2 Iniciada em fevereiro de 2018 e prometida para ser entregue no aniversário da cidade do mesmo ano, obra de requalificação da principal entrada da cidade, inicialmente avaliada em R$ 8 milhões, segue ´quebrando e remendando` num cronograma cheio de furos. A última promessa, segundo nota da própria prefeitura que o Camaçarico postou em maio (Confira), foi entregar parte da avenida em meados de julho deste ano.


Guinness 3 Sempre surpreendendo, a doutora agora instalou uma placa de identificação com data de início da obra em 4 de julho deste ano de 2019, e prazo para conclusão em 4 de março de 2020. A outra novidade é o valor do serviço, que até recentemente estava orçado em R$ 8 milhões. Pelo novo aviso, postado nas proximidades do acesso da via ao shopping, a obra agora está avaliada em R$ 12,7 milhões, valor 50% maior que o informado no ano passado por toda a imprensa, que a Coluna relembra com o link do site da Câmara de Vereadores (Confira).


Guinness 4 Mesmo cheia de histórias mal construídas e sem parâmetros com as tramas do escritor baiano que leva o nome da avenida, a obra ganhou um novo personagem. Trata-se da servidora Daniele Cardim Barbosa, irmã da secretária Joselene Cardim Barbosa, que conforme o Diário Oficial nº 1205, de 11 de julho deste ano, foi designada “fiscal da obra de engenharia para complementação da execução de pavimentação e requalificação” da referida via. 


Guinness 5 A Coluna espera que com o reforço da ´maninha`, servidora efetiva de reconhecida experiência em fiscalização de serviços, a doutora Joselene consiga entregar a obra dentro do novo prazo, para alegria da população e alívio do alcaide Antonio Elinaldo, cansado de tanto tropeço no conceito do eleitor por conta de um serviço que nunca acaba.


Respeito A professora doutora Neurilene Martins, titular da secretaria de educação (Seduc), precisa ter mais cuidado com informações que sua pasta deveria tratar de forma reservada. Graças a trapalhada da sua equipe, 22 professores tiveram seus nomes expostos nas redes sociais, independente de terem ou não culpa.


Respeito 2 O que deveria ser uma comunicação pessoal convocando esses professores para prestarem esclarecimentos sobre “descumprimento de jornada de trabalho” e “acúmulo irregular de cargo”, virou uma lista pública, graças a ´modernidade` da Seduc que faz suas comunicações via grupo de WhatsApp.  Independente da forma como o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) trata o assunto no seu portal, cuidado e respeito ao direito de defesa e presunção de inocência é o mínimo que pode se esperar de uma pasta gerida por uma educadora. 


Off-line A  jornalista Jany Silva não é mais a representante  do segmento “audiovisual, radiodifusão e novas mídias” no Conselho de Cultura de Camaçari. Sem tempo, a comunicadora que deixa o colegiado menos de 2 meses depois de empossada para o 2º mandato, espera que sua proposta de realização de um curso de requalificação para radialistas da cidade não seja deletada. Com a saída de Jany, cadeira fica vazia, já que na disputa realizada em junho nenhum profissional do segmento se apresentou como candidato a suplente.


Off-line 2 Dos 9 assentos dos representantes da sociedade civil no colegiado, além de “audiovisual,  radiodifusão e novas mídias”, os segmentos “dança e congêneres” e “livro e literatura”  também estão sem suplentes. Disputa para preenchimento das vagas pode ganhar estímulo extra. Conselho vai apresentar proposta, que precisa ser aprovada pela Câmara de Vereadores, instituindo uma ajuda de custo para cada conselheiro. O valor do jeton pago por sessão ainda não foi definido.


Cofrinho  A secretaria da fazenda de Camaçari (Sefaz) espera arrecadar boa parte dos cerca de R$ 12 milhões que estão pendurados nas costas dos contribuintes inadimples do município. Segundo apurou a Coluna, desse total cerca de 60% correspondem ao IPTU. O restante são atrasos com outros impostos municipais como ISS. Com prazo de adesão até esta quinta-feira (10), mas que pode ganhar nova data, programa de refinanciamento fiscal (Refis) beneficia contribuintes com dívidas municipais até dezembro de 2018. 


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


8/10/2019

Mais Notícias

Justiça manda suspender obras e vendas do Luar de Arembepe
Economista ligado ao agronegócio vai comandar o Incra
General fala em risco de ´convulsão social` antes de julgamento
Mais de 22 toneladas de óleo já foram retiradas de Salvador
STF começa a julgar se mantém ou acaba prisão em 2ª instância
Desigualdade aumenta no Brasil, diz estudo do IBGE
Obrigada por serem os melhores
SSP investiga atentado contra o deputado Soldado Prisco
Justiça manda interditar sedes das associações de PMs
Marcelo Odebrecht dá aula sobre boas práticas empresariais


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL