Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 19 de setembro de 2019


Imbróglio A direção da Câmara de Vereadores de Camaçari não parece preocupada com a transparência e segue ignorando a denúncia feita pelo Camaçarico (Confira). Coluna mostrou a estranha coincidência na troca e inclusão de nomes ligados à estrutura de comunicação da prefeitura na “subcomissão técnica” responsável pelo processo de escolha da agência de publicidade que vai atender conta do Legislativo.


Imbróglio 2 Processo tem o 17 de outubro como o dia da definição da agência vencedora do contrato de cerca de R$ 1,4 milhão. Risco de questionamento judicial pode atrasar essa escolha e a execução do plano de mídia previsto para começar a ser realizado ainda neste ano.


Imbróglio 3 Advogado ouvido pela Coluna entende que a inclusão de um dos membros com cargo comissionado de coordenador de publicidade da prefeitura não pode atuar como votante na comissão julgadora de licitação, mesmo sendo essa disputa realizada em outro poder, no caso o Legislativo. A Câmara faz parte do mesmo ente da prefeitura que é o município. Daí o impedimento de assessor da prefeitura participar desse tipo de julgamento na comissão julgadora formada por pessoas classificadas como “sem vínculo funcional ou contratual”, direto ou indireto com a Câmara, como determina o Item 23.2.1 do Edital de Licitação de 2 de setembro deste ano.


Abençoado  O ex-prefeito e ex-deputado federal Luiz Caetano acredita que a sua condenação e a obrigação de devolver aos cofres públicos quase R$ 4,4 milhões entre multa e ressarcimento (Confira), por uso ilegal do dinheiro do contribuinte para eventos ligados ao segmento evangélico, tem um lado bom.


Abençoado 2 O petista, consciente de que a efetivação dessa punição vai enfrentar um rosário de recursos jurídicos, que pode até virar fumaça de incenso, acredita que as luzes sobre esse processo ajudam a resgatar parte do eleitorado evangélico que perdeu nas últimas eleições municipais.


Abençoado 3 Mesmo com a pecha de pecador na lei dos homens, petistas ouvidos pela Coluna fazem coro de que Caetano será reconhecido, perdoado e até terá sua candidata a prefeita e esposa, a doutora Ivoneide, agraciada pelos evangélicos, num gesto de gratidão. Fiéis inabaláveis e seguidres da religião caetanista dizem que foi o prefeito que mais ajudou os evangélicos na história de Camaçari.


Abençoado 4 O perdão pelo pecado da improbidade com uso indevido do dinheiro do contribuinte, mas gasto por uma boa causa, é o mantra que o petista vai usar para tentar trazer de volta parte desse rebanho que hoje representa mais de 30% do eleitorado de Camaçari.


Abençoado 5  Antes mesmo de Caetano, autor do pecado original, cometido nas suas duas últimas gestões (2005/2012), o seu sucessor, o ex-petista Ademar Delgado (2013/2016), foi pego pela Lei. Ação de 2016 junto ao Ministério Público (MP), que resultou na condenação de Delgado, foi apresentada por figura ligada ao então ex-prefeito e já politicamente rompido com Delgado. Autor intelectual da denúncia contra o pecador Ademar, Caetano terminou sendo pego em seguida pela mesma transgressão.  


Abençoado 6 Quem quase comete o mesmo pecado é o alcaide Antonio Elinaldo. Tentado a financiar com dinheiro do contribuinte eventos do mesmo porte, independente da derivação religiosa, o demista terminou sendo convencido a recuar, já que teria o mesmo destino dos antecessores.


Carreira solo O vereador e pré-candidato a prefeito pelo PT, Téo Ribeiro, continua resistindo ao nome da companheira de legenda e hoje o nome quase consensual entre petistas e demais lideranças dos partidos da oposição ao governo do demista Antonio Elinaldo. O decano do Legislativo com 5 mandatos e ex-presidente da Casa não se conforma em ser rifado por uma decisão pessoal do ex-alcaide Luiz Caetano que escolheu sua esposa Ivoneide para a missão.


Carreira solo 2 Ao não comparecer ao encontro com os demais colegas de bancada no Legislativo, capitaneado pelo senador, ex-governador e padrinho da candidatura Ivoneide, Jaques Wagner, domingo (15), no sítio de Caetano, Téo mostra que tem atitude.


Carreira solo 3 Mal-estar entre o petista histórico e o compadre e  velho amigo já ultrapassou o limite da política, diz companheiro histórico ouvido pela Coluna. Comportamento tem esvaziado a base de Téo, que começa a experimentar desconforto e distanciamento até entre os seus assessores mais príximos. Separação não tem previsão de recomposição, ao menos até a próxima segunda-feira (23), quando Téo comemora 60 anos, e o ex-alcaide soma 65 primaveras.  


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


19/9/2019

Mais Notícias

Justiça manda suspender obras e vendas do Luar de Arembepe
Economista ligado ao agronegócio vai comandar o Incra
General fala em risco de ´convulsão social` antes de julgamento
Mais de 22 toneladas de óleo já foram retiradas de Salvador
STF começa a julgar se mantém ou acaba prisão em 2ª instância
Desigualdade aumenta no Brasil, diz estudo do IBGE
Obrigada por serem os melhores
SSP investiga atentado contra o deputado Soldado Prisco
Justiça manda interditar sedes das associações de PMs
Marcelo Odebrecht dá aula sobre boas práticas empresariais


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL