Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 8 de março 2019


Aquecimento   Mesmo fora da disputa, o 3 vezes prefeito de Camaçari e ex-deputado federal Luiz Caetano não vai abrir mão do comando da campanha sucessória do próximo ano. O petista, agora sem ocupação formal, vai dedicar seu tempo quase que integral na condução, montagem e definição de estratégia que garanta a seu grupo a volta ao poder a partir de 2021. 


Aquecimento 2  Profissional da política e acostumado com cada pedaço de chão de Camaçari, Caetano prepara projeto ousado. Segundo apurou a Coluna, o petista quer montar uma célula em cada bairro, se possível em cada rua ou comunidade. Meta é se apresentar como o treinador e cartola responsável pela definição do nome que o povo irá confirmar na urna para desbancar o projeto que boa parte dos elinaldistas acredita ser imbatível, quase uma vitória por ‘W.O.’, depois da inegibilidade de Caetano.


Aquecimento 3 Com essas espécies de casas-comitês, Caetano vai fazer o que mais sabe.  Além da presença próxima do eleitor, onde poderá contar sem pressa e do seu jeito encantador, sua história no município e sua versão de vítima da Justiça injusta que retirou seu mandato dado pelo povo, o petista aposta na arregimentação de novos e no resgate dos outrora simpatizantes do seu projeto de poder. 


Grife  A advogada e esposa do ex-prefeito e ex-deputado Luiz Caetano (PT), Ivoneide Souza Caetano, prepara voo mais longo. Seu nome começa a aparecer nas listas de pré-candidatas à Câmara de Vereadores de Camaçari. Com o marido e cabo eleitoral mor da oposição fora da cédula por condenação pela Lei da Ficha Limpa, a doutora e principal herdeira dos votos do petista já não esconde o gosto mais sofisticado.  Cada dia mais empoderada, segundo fontes do Camaçarico, mira a cadeira que já foi do marido e hoje é ocupada pelo adversário do grupo político que integra, o demista Antonio Elinaldo. 


Grife 2 Tanto na disputa por uma das 21 cadeiras no Legislativo, como na cobiçada poltrona do Paço Municipal, a doutora Ivoneide não vai encontrar caminho livre e cheio de flores dentro do PT dos vereadores Dentinho do Sindicato, Jackson Josué, José Marcelino e Téo Ribeiro. Jackson, o 2º na ordem alfabética da bancada, tem registrado empoderamento crescente com sua votação para deputado estadual. Diferente dos companheiros de bancada, o petista tem buscado assumir o lugar de líder da oposição, caminho trilhado  pelo hoje  alcaide Elinaldo nos 2 mandatos de vereador. 


Grife 3 Outro que não abre mão do sonho de comandar sua cidade natal e avançar na história familiar ao ir além do mandato de vereador do seu pai é Téo Ribeiro. Dono de 5 mandatos consecutivos, Téo se mostra mais discreto, mas não menos focado. Nesse feudo, os vereadores Marcelino e Dentinho são os que aparecem com menos chances.  


Grife 4 O PCdoB, aliado histórico e dono de uma das 5 cadeiras da bancada oposicionista também quer mais espaço. Além do projeto de reeleição de Binho do 2 de Julho, partido investe alto num quadro histórico, o presidente do sindicato dos metalúrgicos, Júlio Bonfim.  


Grife 5 Com presença diária na mídia paga pelos cofres da entidade que dirige, o comunista pode ser o nome do ‘B’ para a cabeça de uma outra chapa no campo oposicionista. Ou o candidato ‘preferencial’ para a Câmara de Vereadores. Mas, definição não passa apenas pelo PT de Caetano e aliados. Sucesso do dirigente sindical nessa nova empreitada depende muito de qual linha de montagem a Ford vai adotar e seus reflexos na base de trabalhadores da montadora, seu principal reduto. 


Subtração Na contramão do movimento sindical brasileiro, desidratado e em processo acelerado de inanição, com o fim da contribuição sindical compulsória, grupo de servidores de Camaçari prepara montagem de uma nova estrutura para defender apenas os trabalhadores da saúde. 


Subtração 2  Confirmada a obtenção da dificílima carta sindical fornecida pelo governo federal, o já desmobilizado e pouco representativo sindicato dos servidores do município (Sindsec) vai enfrentar dias ainda mais difíceis. Dos cerca de 5 mil servidores do município, cerca de 2 mil estão alojados na estrutura da saúde. Além do Sindsec, que não soma 500 associados, num universo de  pouco mais de  mil, município conta com o sindicato dos professores da rede municipal (Sispec) que representa, com ou sem filiação sindical, cerca de 1.600 profissionais das 105 escolas mantidas pela prefeitura. 


Poderosas As cantoras Nadja Meireles e Jaguarana Eulália soltam a voz nessa sexta-feira (8), na praça Montenegro. Festa de abertura do março mulher Camaçari também conta com a presença de outra guerreira, Dona Nildes, comandante do grupo cultural Espermacete. Poesia, dança e apresentação do monólogo com Teka O’ Neill completam a festa marcada para começar às 16h. 


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php 


João Leite Filho  joaoleite01@gmail.com (Editor)


8/3/2019

Mais Notícias

Governador defende mensalidade em universidade pública
Camaçarico 20 de maio 2019
As fake news dominaram as informações durante campanha
Salvador sedia Semana Climática da América Latina e Caribe
Estilo conciliador do petista Wagner frustra oposição
Uso da inteligência artificial pode aumentar o desemprego
Deputados discutem projeto próprio para reforma da Previdência
Bolsonaro quer afrouxar regras para motorista infrator
Camaçarico 16 de maio 2019
Camaçari e os 461 anos de celebrações do Divino Espírito Santo de Abrantes


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL