Busca:






Arnaldo Brito


Para planejar é preciso ter competêcia, bom senso e conhecimento



O SAMU-192 de Camaçari, segundo funcionários, a imprensa, o SINDIMED e toda a população, encontra-se praticamente desativado, sem as mínimas condições de funcionamento, com suas ambulâncias sucateadas pela falta de manutenção, sistema de telefonia com graves defeitos e pessoal sacrificado ao extremo, apesar de receber recursos dos Governos Estadual e Federal. Entretanto, esse não é o motivo do nosso comentário.


Para os que não conhecem o Município, Camaçari tem 784 km² de extensão territorial dividido em três Distritos (Sede, Abrantes e Monte Gordo), abrigando áreas residenciais, rural, polos industriais, 42 km de praias. Três rodovias principais cortam o Município, duas marginais e uma central, a famosa Via Parafuso, praticamente como divisora da parte antiga e da parte nova da sede, assim como desague para o Polo Industrial e os outros Distritos.


Quando da implantação do HGC, tivemos o cuidado de colocá-lo justamente no epicentro, onde, de qualquer lado que se deslocasse, chegaria no menor tempo possível e esse local e foi justamente ao lado da Via Parafuso, entrada principal da cidade.


O SAMU-192 tem como principio básico em seu protocolo, chegar ao local do evento, o mais breve possível, levando possibilitar resgates mais imediatos, para estabilização dos pacientes, salvando preciosas vidas, até chegar ao destino final.


Inteligentemente, a Base do SAMU-192 foi criteriosamente instalada no melhor ponto de Camaçari, próximo ao HGC, centro do Município, acesso livre a todos os cantos e rodovias, interligado aos Distritos com seus bairros e povoados, inclusive tendo ao lado, a sede do Corpo de Bombeiros.


Infelizmente, quem comanda hoje o planejamento da Secretaria de Saúde do Município, não conhece bem Camaçari, ou melhor ainda, não teve tempo de conhecer e em um ato absurdo e irresponsável, até porque houve gasto de recursos para essa mudança, os quais o prefeito vem dizendo que não tem sequer para abastecer as Unidades de Saúde de materiais e medicamentos, resolveu transferir esse Equipamento para um bairro residencial, de ruas estreitas, cheias de quebra molas, com acessos normalmente prejudicados pela falta de mobilidade e engarrafamentos, longe dos principais corredores, levando a ter um tempo de resposta, com certeza, várias vezes maior que a que existia.


É assim que se faz saúde? É assim que se gasta com saúde? Será que nosso Município vai aguentar esses desmandos até dezembro? Não seria importante uma ação dos senhores vereadores, já que os mesmos vivem e conhecem Camaçari?


Arnaldo Brito  arnaldo1348@gmail.com  é servidor público municipal há 40 anos, com formação em Administração Hospitalar e especialização em Orçamento Público


 


 
Últimas Publicações

Para planejar é preciso ter competêcia, bom senso e conhecimento


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2017 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL