Busca:

  Notícia
 
Termelétricas batem recorde de produção de energia


Sistema é mais caro, aumenta a conta de luz e gera mais poluição

O Brasil registrou em julho recorde na geração de energia por usinas termelétricas e a menor produção de energia por hidrelétricas para o mês desde 2002. A energia gerada em termelétricas, movidas a combustível mineral, é mais cara, provoca aumento no custo da conta de luz e mais poluição. Levantamento do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) mostra que as termelétricas geraram 18.625 megawatts-médios (MWmed) em julho de 2021, maior quantidade da história e o dobro do verificado em março deste ano (9.341 MWmed).


De acordo com o ONS, termelétricas geraram 18.625 megawatts-médios (MWmed) em julho de 2021, maior quantidade da história e o dobro do verificado em março deste ano (9.341 MWmed). As hidrelétricas produziram 34.489 MWmed, menor nível desde fevereiro de 2002 (33.775 MWmed), último mês do racionamento de energia, que havia começado em 2001.


Esse cenário é reflexo do agravamento da escassez hídrica nos últimos meses. O problema é causado pela falta de chuvas. Consequentemente, há queda no armazenamento de água nos reservatórios das hidrelétricas.


Para poupar água, o governo aciona mais termelétricas, que geram energia por meio da queima de combustíveis como óleo e gás natural. A ampliação do uso das termelétricas vem provocando aumento nas contas de luz.


No fim de agosto, o governo e a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciaram um novo patamar de bandeira tarifária. Chamada de "bandeira tarifária escassez hídrica", começou a vigorar em 1º de setembro e introduziu nas contas de luz uma cobrança adicional de R$ 14,20 a cada 100 kW/h consumidos. A previsão é que a nova bandeira permaneça em vigor até 30 de abril de 2022.

Mais Notícias

Camaçari registra 4 novos casos de Covid-19 em 24h
Família de baixa renda também vai pagar aumento na conta de luz
Valor do usado sobe com falta de carro novo para pronta entrega
Camaçari registra 9 novos casos de Covid-19 em 24h
Camaçari registra o primeiro caso de variante Delta da Covid-19
Mercado publicitário gerou um impacto de R$ 418 bilhões em 2020
Atuação dos ministros do STF é reprovada por 35% da população
Camaçari registra 7 novos casos de Covid-19 em 24h
Inflação dos últimos 12 meses pode ultrapassar 10%
Camaçari suspende vacinação de jovens a partir de 12 anos


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2021 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL