Busca:






Adelmo Borges


Todo parto tem sua dor



Findo o período para definição partidária dos pretendentes candidatos a cargo executivo e parlamentares em 2012, resta agora às avaliações e os entendimentos para definições das estratégias eleitorais seja ela de caráter organizativo como aproximação e possíveis coligações. Nesta ultima semana o processo foi bastante exaustivo, conturbado e rico em detalhes que se configuram aprendizado.


No centro das articulações e negociações, o prefeito Luiz Caetano, tido como competente matemático eleitoral deve ter consumido aproximadamente 20 caixas de esferográficas para construir um equilíbrio entre os partidos da base aliada de maneira a satisfazer as expectativas e minimizar as apreensões em relação à hegemonia do PT na Câmara de Vereadores, como ocorreu no pleito de 2008. São situações e conjunturas diferentes. De qualquer maneira as vantagens petistas se evidenciam por possuir cinco vereadores atuantes com potencial de reeleição em condições privilegiada face ao desempenho de seus mandatos, forte inserção nos movimentos populares e sustentação da organização partidária.


A base aliada deve contar com aproximadamente 180 candidatos a vereador, que alem dos nomes que já detêm o cargo (Marcelino, Téo Ribeiro, Paulinho do Som, Margarida Galvão e Araujo pelo PT, Bispo Jair, Dilson Magalhães, Carmem e Oto da Farmácia) destacam nomes com grandes possibilidades (Ara Silveira, Fabão, Carla, Gilvan, Ana Gomes, Dr. Arthur, Aurenita Castilho, Jailce Andrade, Pedro Bule, Dr. Natan, Fábio Lima, Creonice, Delma Praxedes, dentre outros) e devem contribuir para o êxito de suas agremiações. Do lado da oposição figura os vereadores Elinaldo, Jorge Curvelo e o peemedebista Falcão de Barra da Pojuca com possibilidades.


Com essa musculatura o candidato petista Ademar Delgado leva vantagens sobre os candidatos colocados pela oposição (ou Helder, Osvaldinho, Tude, ou Mauricio Bacelar) e pelos indefinidos do PP Zé de Elísio que tenta manter a postulação acreditando em suas relações com o Poder Judiciário. Resta saber a posição do deputado Bira Coroa se pretende levar a decisão da indicação petista ao colégio de delegados ou se passa a figurar como uma das mais importantes lideranças na condução das intenções políticas do Partido dos trabalhadores para Camaçari.


O desenho das filiações permite observar que o novo PSD deve apresentar, com grandes possibilidades, o nome de José Cupertino como postulante a vice do candidato petista, pelo acumulo e a experiência política do secretario municipal de desenvolvimento urbano, assim como pela musculatura do partido que já conta com três secretários municipais (relações internacionais, esporte e desenvolvimento urbano) e dois vereadores com potenciais de reeleição.


Até então estamos nas preliminares, onde os líderes preparam suas equipes. A partir de junho, após as convenções partidárias tem inicio o jogo e o despontar dos primeiros números da preferência soberana dos eleitores camaçarienses.


Quem viver verá o contentamento dos vencedores e o choro dos derrotados.


Adelmo Borges adelmobs@terra.com.br é vice-presidente do PT de Camaçari e membro do Movimento Alternativa Socialista


 
Últimas Publicações

Uma semana importante
Os caminhos da sucessão
Os passos da sucessão
Camaçari de 2020
Serin e o Orçamento Participativo
Camaçari nos últimos 10 anos
Um grande desafio
Camaçari Desenvolvimento Econômico/Social
Mais que uma festa popular
Perfil da juventude brasileira
Partidos e políticos de Camaçari
Revista de Semana
Tata Kambondo
PT um partido ideológico ou de massa?
Tempo de Afirmação, de Decisão
Fatos e Efeitos
Todo parto tem sua dor
Todo parto tem sua dor
O necessário exercício da democracia nas grandes decisões
Parabéns


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2017 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL