Busca:






Adelmo Borges


Virada do mundo



As questões econômicas e políticas no mundo de hoje causam dificuldades para quem tentam relatar o cotidiano. Ao descrever uma frase baixa a incerteza se fatos novos já não modificaram o cenário passando a exigir um raciocínio novo.
As retaliações deflagradas pela Organização das Nações Unidas – ONU não tem sido eficazes para conter a sanha dos coreanos do norte em sua corrida armamentista atômica demonstrando capacidade de destruição e provável reação mundial com danos irreparáveis para a humanidade.


Em paralelo os países europeus organizam seus sistemas de defesa para conter as ameaças terroristas patrocinadas pelo Estado Islâmico com um vasto histórico de intervenções com centenas de inocentes mortos. A natureza agredida reage e os ventos se associam ás águas do pacifico para devastar territórios explorados pela França e Inglaterra na América Central e parte dos Estados Unidos.
No Brasil, quem teve a oportunidade em ler a peça acusatória de organização criminosa e obstrução à justiça envolvendo o presidente Temer e algumas figuras do PMDB se defrontaram com o melhor brocado histórico-policial-jurídico oferecido à sociedade brasileira pela Procuradoria Geral da Republica.  O leitor atento observa, na peça, os mecanismos que promoveram, há décadas, a aproximação do poder público com a iniciativa privada, permitindo concluir que na verdade o Brasil nunca teve um governo sério, tão pouco empresas com o DNA empresarial. Sempre se estabeleceu um conluio para manter o poder, benefícios pessoais e de grupo, por um lado e obtenção de lucros fáceis do outro.
A classe política, atordoada, sentindo as reações da população frente aos escabrosos e engenhosos mecanismos de fraude, desde os adicionais em obras públicas à compra de parlamentares em votações de interesses, mais ainda pela desavergonhada atitude de vir a publico se fazer de inocente, de bonzinho, vitima de esquemas pecaminosos.
O reflexo perverso ocorre nos estados e município pela falta de condições financeira para bancar os serviços essenciais, especificamente educação, saúde e saneamento.
Num momento com este o natural é que não se motive pelo “pior melhor”. A união comunitária, empresários e políticos sérios, motivados pelo bem estar da população devem buscar o saneamento da escoria que corroeu e sangra o país.
Adelmo Borges  adelmobs@terra.com.br é filiado ao Rede Sustentabilidade


 
Últimas Publicações

Uma semana importante
Os caminhos da sucessão
Os passos da sucessão
Camaçari de 2020
Serin e o Orçamento Participativo
Camaçari nos últimos 10 anos
Um grande desafio
Camaçari Desenvolvimento Econômico/Social
Mais que uma festa popular
Perfil da juventude brasileira
Partidos e políticos de Camaçari
Revista de Semana
Tata Kambondo
PT um partido ideológico ou de massa?
Tempo de Afirmação, de Decisão
Fatos e Efeitos
Todo parto tem sua dor
Todo parto tem sua dor
O necessário exercício da democracia nas grandes decisões
Parabéns


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2017 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL