Busca:

  Notícia
 
Coluna Camaçarico 13 de maio 2024


Filtro A escolha do ´02` da sua chapa tem deixado o três alcaide de Camaçari e candidato ao quarto mandato, o petista Luiz Caetano, agoniado. Na semana passada o ´chefe` enquadrou geral os aliados e seus projetos de assegurar a vaga de vice na chapa oposicionista. A preferência por uma mulher, mais da metade do eleitorado, parece ser a tendência, como fez o adversário Flávio Matos (União), com a escolha da colega de Legislativo, a vereadora Professora Angélica (PP) para sua vice.


Filtro 2 Segundo apurou a Coluna, o nome terá de atender alguns critérios, como ampliação no eleitorado, em especial na chamada classe média e no segmento empresarial, sem esquecer a força dos evangélicos. Independente de quem será o vice, o PT já conta com apoio potencial nos segmentos populares de mulheres, na luta antirracista e contra a discriminação de todas as minorias, o que não deixa de ser um filtro na definição desse nome.


Filtro 3 Nessa movimentação dos postulantes, nem sempre confortável para o petista, lista dos assumidos já soma cinco mulheres e um homem. Última apuração da Coluna mostra as educadoras Adriana Marcele, Estelita Cristo, Lia Cunha, e a Pastora Anita, pelo PSD. No PSB aparece a também professora Vitalina Silva. Único homem a assumir a condição de candidato a candidato a vice é o ex-vereador Cleber Alves (Solidariedade).  


Calculadora O ex-alcaide Helder Almeida (União) volta ao comando da secretaria de administração (Secad) com a missão de coordenar os cortes necessários no orçamento neste final de governo. A tesoura de Almeida será vital não apenas para garantir a manutenção do sistema de transporte de passageiros por ônibus. 


Calculadora 2 Segundo apurou a Coluna, sem os subsídios que representam uma despesa extra de R$ 1,2 milhão por mês, as linhas da orla, sede e zona rural deixam de operar. Sem os ônibus, que não prestam um bom serviço, vai ser ´cachão e vela` para os planos do alcaide Elinaldo de fazer o sucessor, o vereador e presidente do Legislativo, Flavio Matos, também do União.


Calculadora 3 Chefe da secretaria da secretaria de governo (Segov) na primeira gestão Elinaldo (2017/2020), depois  transferido para a Secad, e recentemente comandante da superintendência der trânsito e transportes (STT), para onde foi com a missão de botar os ônibus para rodar, Almeida volta para dizer ´não`. Missão que exige experiência e capital político para falar grosso com os secretários atingidos pelos cortes, visa manter as finanças relativamente equilibradas. Sem dinheiro para mais nada, a prefeitura de Camaçari precisa fechar 2024, último ano da gestão Elinaldo, com a garantia de receita para essa e de outras despesas vitais para manter a governabilidade e sua capacidade de influenciar o eleitor de forma positiva.


Calculadora 4 Com o troca-troca, o coronel PM Alfredo Castro volta para a STT. A escolha obedeceu ao critério experiência. Colocar outro no posto seria contramão perigosa a 9 meses do fim do governo, e a pouco mais de 5 meses das eleições.


Calculadora 5 Nesse ´vai e volta`, sobrou legal para o advogado Luciel Neto. Subsecretário da pasta da cultura (Secult), Neto assume a secretaria de esportes e juventude (Sejuv), ocupada pelo coronel Castro. Solução, melhor que a sub, como comentou a Coluna (Confira),  acomodou todos, principalmente Neto que nunca se entendeu com a titular da pastada cultura, Marcia Tude.


Calculadora 6 Sem chão na cultura, onde a filha do três vezes alcaide de Camaçari, atual vice-prefeito e candidato a vereador em outubro, José Tude, reina absoluta desde o primeiro dia da era Elinaldo (2017/2024), Neto terminou protagonizando uma manobra inédita. Caiu para cima.


Referências O professor, historiador, pesquisador, também colunista do Camaçari Agora, Diego Copque, é o mais novo sócio do Instituto Geográfico da Bahia (IGHB).  Autor dos livros “Do Joanes ao Jacuípe: uma história de muitas querelas, tensões e disputas locais” e “A presença do Recôncavo Norte da Bahia na consolidação da Independência do Brasil”, além de farta e rica pesquisa sobre a história da Bahia, Diego Copque toma posse nesta segunda (13).


Referências 2 Ato acontece há exatos 130 anos depois da posse de outra importante figura da cidade. O professor Copque, responsável por compartilhar a história de Camaçari com seus munícipes, resgatando e incluindo a cidade no mapa nacional da história, faz companhia na lista de associados a Thomaz Garcez Paranhos Montenegro (1839/1914). 


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com – Editor


13/05/2024 Fechamento: 8h15


Todas as Colunas


Instagram Joao leite


You Tube joao leite 

Mais Notícias

Colunistas Adelmo Borges
Colunistas Angélica Ferraz de Menezes
Colunistas Waldeck Ornélas
Colunistas Adelmo Borges
Colunistas José Carlos Teixeira
Colunistas Angélica Ferraz de Menezes
Coluna Camaçarico 11 julho 2024
Colunistas Waldeck Ornélas
Colunistas Luiz Duplat
Colunistas Adelmo Borges


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2024 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL