Busca:

  Notícia
 
Campanha dos candidatos baianos poderá custar até R$ 26 milhões


Os pré-candidatos na disputa presidencial de outubro, Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL) devem gastar oficialmente R$ 264 milhões com a  campanha eleitoral. De acordo com o  Tribunal Superior Eleitoral (TSE),  o teto de gastos para as campanhas presidenciais será o mesmo de 2018, corrigido pela inflação. São R$ 88 milhões no primeiro turno. Se houver segunda rodada da disputa, são permitidos mais R$ 44 milhões em despesas, perfazendo, ao todo, R$ 132 milhões.


Ainda segndo teto estabelecido pelo TSE, os candidatos ao governo da Bahia podem gastar até R$ 17,8  milhões no primeiro turno e R$ 8,9 milhões no segundo turno, o que   representam R$ 26,7 milhões. Já para o Senado, o limite máximo será de R$ 5,3 milhões. Valor é o mesmo para  as disputas  no Rio de Janeiro e Minas. São Paulo terá  um teto maior: R$ 26,7 milhões e R$ 13,3 milhões, respectivamente para prsidente e R$ 7,1 milhões para o Senado.


Tanto o comitê de Bolsonaro quanto o do ex-presidente Lula trabalham com a ideia de atingir o teto de gastos, um total de R$ 264 milhões. Se arrecadarem mais, porém, podem transferir os recursos para aliados. Em 2018, numa campanha atípica, Bolsonaro gastou R$ 2,5 milhões do teto vigente à época, de R$ 105 milhões. A campanha de Fernando Haddad desembolsou R$ 37,5 milhões.


O Diretório Nacional do PT reservou 26,03% do fundo eleitoral (recursos públicos) destinado ao partido para a campanha de Lula, o que garante ao petista R$ 130 milhões para os dois turnos. A cúpula do PL não bateu o martelo sobre quanto vai transferir desse fundo para a campanha de Bolsonaro.

Mais Notícias

Antibiótico ao autoritarismo
O baiano Herbert Conceição estreia no box profissional
Bahia segue líder na taxa de desemprego no Brasil
Patrimônio dos presidenciáveis ultrapassa os R$ 57 milhões
Patrimônio dos presidenciáveis ultrapassa os R$ 57 milhões
Brasil deve registrar em 2022 uma safra agrícola recorde
Quase metade dos brasileiros fazem bico para complementar a renda
Entidades defendem a democracia e protestam contra retrocesso
Aumenta o números de membros da Polícia na disputa de outubro
Rosa Weber preside o Supremo até outubro de 2023


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2022 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL