Busca:

  Notícia
 
Bolsonaro vê Lula e Moro avançarem nas redes sociais


 Sem um partido definido e sem palanques competitivos nos principais colégios eleitorais do País, o presidente Jair Bolsonaro estará ainda mais dependente das redes sociais no ano que vem que em 2018. Nesse espaço que era  predominante seu nas eleições passadas, conta agora com  dois dos seus principais adversários.


Bolsonaro é, de longe, o político brasileiro com o maior alcance nas redes sociais. No Twitter, por exemplo, ele tem 7,14 milhões de seguidores. Número é que a soma do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com 2,8 milhões; do ex-juiz Sergio Moro (Podemos), que tem 3,3 milhões; e que o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 1,2 milhão.


Bolsonaro também está a frente nas interações, que é a quantidade de comentários, compartilhamentos ou "curtidas" que os posts recebem. Neste ano, o presidente teve 458 mil interações, enquanto o petista teve 123,2 mil. Mas essa vantagem já foi maior e está diminuindo.  


A consultoria digital Bites compilou dados históricos sobre o desempenho do presidente e de seu principal adversário, Lula. Ao longo do ano de 2019, Bolsonaro teve 732,8 milhões de interações em seus perfis no Twitter, no Instagram e no Facebook — quase 13 vezes mais que as 56,6 milhões de interações do petista. De lá para cá, a diferença reduziu de forma expressiva: em 2021, até agora, Bolsonaro teve 3,7 vezes mais interações que Lula.


“A vantagem do presidente Bolsonaro já foi muito maior, como os números mostram. O indicativo que a gente vê aqui é uma recuperação do ex-presidente Lula em função de um entendimento melhor que a militância dele passou a ter do uso de redes sociais. Claramente, a militância de Lula e do PT está se digitalizando. Por isso, essa diminuição da diferença, especialmente no número de interações”, diz Manoel Fernandes, diretor-executivo da Bites.


A mesma comparação não é possível no caso do ex-juiz Sergio Moro — embora ele também esteja crescendo com rapidez nas redes. Recém-filiado ao partido Podemos, ele aparece como o terceiro colocado nas pesquisas de intenção de voto, atrás de Lula e de Bolsonaro,  em empate com Ciro Gomes (PDT). Além de não ser candidato em 2018, o então juiz nem sequer tinha presença online: a conta do Twitter, por exemplo, é de abril de 2019. O perfil no Instagram, onde ele soma 2,5 milhões de seguidores, é ainda mais recente: foi criado em janeiro de 2020. Estadão

Mais Notícias

Camaçarico 2 dezembro de 2021
Número de meninos e meninas de 6 a 14 anos fora da escola cresce 171%
Netinho deve se candidatar a federal com o apoio de Bolsonaro
Lula tem ao apoio de metade dos baianos para voltar a Planalto
Camaçari registra 9 novos casos de Covid-19 em 24 horas
Laboratório americano admite ineficácia de vacinas contra a ômicron
Brasil chega a outubro com aumento nos postos com carteira assinada
Ômicron obriga Salvador e outras capitais a cancelarem reveillon
Ex-secretário da SSP afastado pela Faroeste volta a posto na PF
Camaçari registra 6 novos casos de Covid-19 em 24h


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2021 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL