Busca:

  Notícia
 
Exportações baianas alcançam US$ 946 milhões em setembro

As exportações baianas alcançaram US$ 946,3 milhões em setembro. Crescimento de 49,6% ante o registrado em igual mês de 2020, é o melhor setembro desde 2014.  De acordo com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI),  no  acumulado do ano, entretanto há uma redução das quantidades embarcadas de 1,2%.


Já as importações somaram US$ 502,2 milhões em setembro, com aumento de 3,1% em relação ao mesmo mês do ano passado. As compras externas desaceleraram no terceiro trimestre em relação ao segundo (queda de 29,2%), resultado, das elevadas incertezas fiscais e políticas,do agravamento da crise hídrica e de uma inflação persistente e disseminada, que requer juros cada vez mais altos.


Os preços também já acusam uma desaceleração de 1,3% na comparação com o segundo trimestre (abril/junho), embora no comparativo com o mesmo mês do ano anterior, o incremento das vendas externas, permaneça muito influenciado pela valorização dos produtos, que em média, acusam incremento de 47%. No ano, as exportações baianas atingiram US$ 7,23 bilhões, com crescimento de 29,3% quando comparadas a igual período do ano anterior.


Além da continuidade de crescimento das vendas para a China (38%), as exportações tiveram impulso de regiões que haviam reduzido as compras de produtos baianos  durante a fase aguda  da crise sanitária em 2020 e que voltaram a comprar mais, como Estados Unidos com aumento de 36% e da  União Europeia (57%).


Por setor de atividade, a indústria de transformação apresentou em setembro crescimento de 45%, puxada pela petroquímica que teve incremento nas vendas de 176,4%, seguido pelo setormetalúrgico com alta de112,8%, todos em relação ao mesmo mês de 2020. As exportações na agropecuária cresceram 60,5% lideradas pela soja em grão com incremento de 74,5% e do algodão com aumento de31,2%. A agroindústria por sua vez, teve aumento de 63,6% na mesma base de comparação.


Já as importações somaram US$ 502,2 milhões em setembro, com aumento de 3,1% em relação ao mesmo mês do ano passado. As compras externas desaceleraram no terceiro trimestre em relação ao segundo (queda de 29,2%), resultado, das elevadas incertezas fiscais e políticas,do agravamento da crise hídrica e de uma inflação persistente e disseminada, que requer juros cada vez mais altos.

Mais Notícias

Vendas de alimentos online crescem 900% durante a pandemia
Camaçari registra 2 óbitos e 5 novos casos de Covid-19 em 24h
Servidores cobram de Rui Costa reposição salarial de 7 anos
Maioria dos brasileiros prefere pagar despesas com dinheiro vivo
Brasil fecha agosto com mais de 13 milhões de desempregados
Bahia é vice-campeã do Nordeste na lista do trabalho escravo
Dom Dirceu de Oliveira será o novo bispo da Diocese de Camaçari
Camaçari registra 2 óbitos e 18 novos casos de Covid em 24h
Fazendários sem aumento desde 2015 cobram reposição salarial
Camaçarico 26 de outubro 2021


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2021 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL