Busca:







Veadinhos, não. São alces



A decoração de Natal, no centro de Camaçari,  ganhou a aprovação total e também rendeu gozações. Os anjinhos, o presépio da praça Montenegro e o show de luzes eram unanimidade. A polêmica residia no telhado da antiga estação de trens, onde funciona o tradicional Bar do Regis.


Local privilegiado, coração da Velha Camaçari, a cobertura da estação, que protegeu da chuva e do sol, milhares de passageiros dos trens Lobisomen, Pirulito e Marta Rocha, até os anos 1970, ganhou um papai Noel e trenó.  A novidade ganhou apoio imediato e expurgou de vez o uso inadequado do espaço como suporte para publicidade oficial.


A polêmica surgiu quando começaram as indagações sobre os bichinhos   que puxavam o veículo do bom velhinho. Sem perder a tranqüilidade e o bom humor, Regis respondia aos preconceituosos: “Veadinhos, não. São alces”. O combustível da polêmica estava instalado.


Capaz de reunir em torno da sua cerveja sempre bem gelada, dos deliciosos tira-gostos e da conversa que rende, políticos, intelectuais, artistas, gente da imprensa, e toda a pirâmide social da cidade, a peça natalina virou  tema de  enquete.


Logo foi acionado o "Data Estação". De cada 100 entrevistados, 101 respondiam que o trenó era puxado por “veadinhos”. A dúvida é se os bichinhos voltam a trabalhar no Natal de 2011, ou serão substituídos por uma mototaxi.


Últimas Publicações

Sintonia e Emoção
O jogo, o drible e o gol
O biribiri e o radialista
O ofício e o atestado
Cardápio banido
A fórmula e a descoloração
A profecia do B
Veadinhos, não. São alces
Pagamento em dobro
Um deleizinho de atraso


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2017 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL