Busca:







Pagamento em dobro



Ernani Pio, falecido recentemente, era o fiel escudeiro do ex-prefeito Humberto Ellery. Resolvia tudo, até pagar as contas dos eleitores. A prática, até hoje comum na política brasileira, libera o candidato, que sempre esta “sem dinheiro no bolso”.  Na campanha de 1992, quando Ellery disputa e vence sua 1º eleição direta, depois de 20 anos de mandato biônico, não foi diferente. Agenda apertada, decide visitar, sozinho, eleitores de Areias, localidade próxima a Jauá, na Estrada do Coco.


Na sua maratona, passa pela porta de um bar. Reconhecido,  é saudado e convidado. Entra, conversa sobre seus planos, distribui santinho e agradece. Antes de deixar o estabelecimento, recebe a convocação de praxe: Doutor Humberto, pague aí, umas cervejas. Sem a sombra sempre providencial e experiente de Ernani Pio, quebra a regra e saca do bolso uma quantia generosa para a despesa.


No dia seguinte o dono do bar aparece para cobrar a conta. “Que conta?”. “Deixei na mesa o dinheiro das cervejas”. É, doutor Humberto, a conta foi paga, só que eles começaram uma confusão por causa do troco e me deixaram um prejuízo.  Sem alternativa, só restou pagar o extra.


Últimas Publicações

Sintonia e Emoção
O jogo, o drible e o gol
O biribiri e o radialista
O ofício e o atestado
Cardápio banido
A fórmula e a descoloração
A profecia do B
Veadinhos, não. São alces
Pagamento em dobro
Um deleizinho de atraso


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2017 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL