Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 20 de janeiro 2021


Atropelo  Os reflexos da decisão da Ford de acabar com sua produção de veículos no Brasil, em especial em Camaçari, também começam a ser sentidos fora da cadeia direta das empresas metalúrgicas. Na base do sindicato dos trabalhadores da indústria química (Sindiquímica), as empresas Faurecia, Prod Master e Hober Bahia começam a efetuar demissões.


Atropelo 2 Estrago, vai além da base dos químicos, com o fechamento da Plezer e a demissão de trabalhadores ligados ao Sindtextil. Baques também começam a ser sentidos no Sidborracha, com cortes de postos de trabalho nas fábricas de pneus Continental e Bridgestone. No segmento dos rodoviários o atropelo atinge significativo número de postos de trabalho com o fim de parte do sistema de empregados da montadora por vans, carros e ônibus, avaliam sindicalistas ouvidos pela Coluna


Atropelo 3  O ´cavalo de pau´ dado pela Ford não mexe apenas com o emprego e a renda dos trabalhadores da montadora. Efeito deve atingir o próprio sindicato dos  metalúirgicos de Camaçari (StimCamaçari). Segundo informações postadas no site da entidade, e antecipado pelo Camaçarico (Confira) “perda representa 98% do valor da receita, praticamente inviabilizando o funcionamento da entidade sindical.”


Atropelo 4 Sem recursos para se manter, sindicato também não tem como assegurar o funcionamento do Metal Clube, em funcionamento desde 2014, na localidade de Jauá, orla do município. Grande espaço de lazer, encontro e fortalecimento de vínculos da categoria metalúrgica de Camaçari também deixa de existir. Assim como o StimCamaçari, clube também terá de demitir.


Conta de somar  Agora, sem a Ford, e a consequente perda de cerca de 10% da sua receita, a prefeitura de Camaçari vai precisar redesenhar sua ´planta` com a ampliação do foco em setores potenciais como o turismo. A troca da técnica Lucia Bichara, que foi para a subsecretaria, para dar lugar a odontóloga Cristiane Bacelar (Cidadania), derrotada nas urnas para vereadora, vai precisar ir além da acomodação dos aliados. 


Conta de somar 2 A Irmã do deputado federal Jonga Bacelar (PL) vai precisar usar essa força para atrair recursos para projetos no município e tirar do papel projetos prontos para execução. Uma coisa é a vocação turística de Camaçari com seus 42 quilômetros de orla e um rico ecossistema que inclui dunas, rios e matas. Outra, totalmente diferente é transformar esse potencial em destino turístico, com geração de emprego e renda para a população. 


Compromisso  Depois de cerca de 20 dias longe da rotina do poder, o alcaide Antonio Elinaldo (Democratas) deve retomar suas atividades até a próxima segunda-feira (25). Na prioridade da agenda, conversas com os aliados dos 5 partidos da base (Democratas, Cidadania, PSDB, Republicanos e PSL). O tema não poderia ser outro: acomodação na máquina municipal dos candidatos a vereador derrotados nas eleições de novembro. 


Flácido Se quiser mesmo ser o nome do alcaide Antonio Elinaldo para a sua sucessão em 2024, o vereador licenciado e agora secretário de esportes e juventude (Sejuv), Jorge Curvelo (Democratas) vai precisar começar imediatamente um intenso regime de malhação.


Flácido 2 A ausência de um ´personal` e seu respectivo  projeto ficou clara na sua primeira aparição como secretário. Curvelo entrou e saiu da Feira de Camaçari, ao lado da sua ex-auxiliar e agora titular da pasta de serviços públicos, Arlene Rocha, sem oferecer nada.


Flácido 3 Afastado do Legislativo, onde as promessas são sempre muitas, o secretário Jorge Curvelo não soube capitalizar o cargo de mando e decisão. Sequer apresentou um projeto de ginástica laboral para atender as centenas de permissionários da feira. 


Procedimento  A secretaria de saúde de Camaçari segue se superando. Depois da sequência de erros sobre os números de novos casos de Covid-19 no município, a Sesau volta a se atrapalhar e publica imagem inadequada e fora de contexto. Na página 24 do seu Manual de Procedimentos Operacionais Padrão (POP) para unidades de atenção básica, publicado no Diário Oficial Nº 1581, de 18 janeiro 2021 (Confira), a Sesau traz como ilustração para sinais vitais, a árvore símbolo da gestão do alcaide antecessor. Única explicação para descuido é o ´control c + control v` de alguma antiga publicação da gestão Ademar Delgado. 


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


20/1/2021

Mais Notícias

Elinaldo defende compra conjunta de vacina contra a Covid-19
Camaçari registra 279 novos casos de Covid-19 em 24 horas
Camaçarico 24 de fevereiro 2021
Governo quer mudar lei que proíbe nepotismo no serviço público
Estudantes brasileiros não sabem resolver problemas de matemática
Conta de luz em 2021 deve subir 8% e será a mais cara desde 2018
Posto terá de informar composição do preço do combustível
Natan reconhece que Camaçari vive colapso sem leitos e UTI
Camaçari registra 311 novos casos e 7 óbitos pela Covid em 24h
Bahia antecipa ´ toque de recolher` para às 20h


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2021 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL