Busca:

  Notícia
 
Taxa de mortes de negros aumenta e chega a 75% dos casos


João Alberto, 40 anos, foi espancado e morto por seguranças de um supermercado

As taxas de morte da população negra apresenta crescimento nacional nos últimos anos. Segundo o Atlas da Violência 2020, em 2018, o último que tem os dados compilados no documento, 75,7% das vítimas de homicídios são pretas e pardas. Ainda de acordo com o levantamento, entre 2008 e 2018, as taxas de homicídio apresentaram um aumento de 11,5% para os negros, enquanto para os não negros houve uma diminuição de 12,9%. Além disso, uma pessoa negra tem mais chances de ser morta do que um não negro em todos os Estados brasileiros, com exceção do Paraná.


A Anistia Internacional classificou como “inadmissível” a atuação violenta dos agentes. A morte de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, espancado e morto quinta-feuira (19), em um supermercado Carrefour de Porto Alegre, foi o último regstro dessa realidade. 


“Esse caso, na véspera do Dia da Consciência Negra, uma data tão importante de luta e toda a população negra, demonstra algo que está encravado na história brasileira”, aponta Amanda Pimentel, pesquisadora do Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Para a pesquisadora, se a ação for individualizada para a conduta dos agressores, sem haver uma discussão ampla sobre a preparação dos profissionais que trabalham na área de segurança, esse tipo de situação continuará a se repetir frequentemente. 


Isso passa, por exemplo, por estereótipos racistas que interpretam como suspeitas a partir da cor da pele, de roupas e do território em que vive. “Todas essas características estigmatizam apenas uma parcela da população, em geral negra e pobre.” Estadão

Mais Notícias

Camaçari registra 14 novos casos de Covid-19 em 24h
Bahia vive 2ª onda de contaminação, diz secretário da saúde
Governo prepara privatização das Docas da Bahia
Maioria das empresas reduziu salários durante a pandemia
Odebrecht disponibiliza programa social de desenvolvimento sustentável
Camaçari registra 22 novos casos de Covid-19 em 24 horas
Cerca de 6 milhões tomaram empréstimo durante a pandemia
Redução no valor do auxílio aumenta situação de pobreza no Brasil
Vacinação contra Covid-19 terá 4 fases e começa pelos idosos
Camaçari registra 22 novos casos de Covid-19 em 24 horas


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2020 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL