Busca:

  Notícia
 
Justiça americana suspende monitoramento da Odebrecht


A Odebrecht recebeu a confirmação de que está encerrado o monitoramento externo independente que o Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ) vinha realizando dentro da empresa desde fevereiro de 2017. O monitor do DoJ certificou que o sistema de conformidade da Odebrecht, incluindo as suas políticas e procedimentos, está desenhado e implementado para prevenir e detectar potenciais violações das leis anticorrupção. 


A Odebrecht se comprometeu a dar prioridade à conformidade em todos os níveis, com implantação de políticas e treinamentos, além de investimento no aperfeiçoamento dos controles internos. Ao mesmo tempo, a empresa está comprometida com o fortalecimento da Governança Corporativa, garantindo, entre outras providências, a nomeação de conselheiros independentes em toda a Companhia. “Junto com a reestruturação financeira, conquistada em julho após a homologação da recuperação judicial, o fim do monitoramento e a certificação dada pelo monitor do DoJ ajudam no reconhecimento da nova empresa que já somos”, diz o diretor presidente da Odebrecht S.A., Ruy Sampaio. 


Esse sistema é reconhecido por todos os integrantes do Grupo Odebrecht como parte importante das operações no dia a dia dos Negócios. Houve melhorias significativas no ambiente de controles da empresa. A Odebrecht, hoje, é uma empresa profundamente diferente. Para o presidente do Conselho de Administração da Odebrecht S.A., José Mauro Carneiro da Cunha, “a conclusão do monitoramento e a certificação dada pelo monitor do DoJ são o atestado mais eloquente de que a Odebrecht aprendeu com os próprios erros e chegou ao mesmo nível das corporações que atuam com ética, integridade e transparência”. José Mauro acrescentou: “Este é um caminho sem volta, de acordo com o compromisso assumido e reafirmado pelos acionistas e por todos os integrantes da Odebrecht. Agora, a nossa concentração é o futuro”. 


A diretora de Conformidade da Odebrecht S.A., Olga Pontes, diz que o monitoramento acompanhou de perto as mudanças promovidas pela empresa. O importante agora, segundo ela, é manter uma contínua resposta à evolução dos riscos. “Conformidade”, afirma Olga, “é responsabilidade de todos. É fruto do engajamento e comprometimento de cada um dos nossos integrantes. E isso nós já temos”. O trabalho de monitoramento, que estava previsto no acordo de leniência assinado em dezembro de 2016, foi minucioso e extenso, com alcance global. Pessoalmente e por videoconferência, foram entrevistados mais de 900 integrantes, incluindo membros de conselhos de administração, líderes de negócios e gerentes de projetos.  


Cerca de 30 mil documentos relacionados às operações da empresa e ao programa de conformidade foram revistos. A equipe do monitor viajou a 7 países, visitou 11 canteiros de obras, testou mais de 5 mil transações, recomendou melhorias em políticas e procedimentos e fez pesquisa com mais de 1.300 integrantes para avaliar a percepção e eficácia do programa de conformidade e o compromisso da empresa de manter um programa de conformidade robusto. 

Mais Notícias

Camaçari registra 14 novos casos de Covid-19 em 24h
Bahia vive 2ª onda de contaminação, diz secretário da saúde
Governo prepara privatização das Docas da Bahia
Maioria das empresas reduziu salários durante a pandemia
Odebrecht disponibiliza programa social de desenvolvimento sustentável
Camaçari registra 22 novos casos de Covid-19 em 24 horas
Cerca de 6 milhões tomaram empréstimo durante a pandemia
Redução no valor do auxílio aumenta situação de pobreza no Brasil
Vacinação contra Covid-19 terá 4 fases e começa pelos idosos
Camaçari registra 22 novos casos de Covid-19 em 24 horas


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2020 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL