Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 15 de julho 2020


Efeito colateral Além dos problemas com a prevenção e combate à Covid-19 no município, em parte criados na montagem da estratégia, no início da pandemia, quando a pasta da saúde era comandada pelo vereador Elias Natan (PSDB), o alcaide de Camaçari, Antonio Elinaldo (Democratas), enfrenta outro surto.


Efeito colateral 2 Parte de sua base de vereadores anda indócil com a dificuldade de acesso ao chefe. Se sentem desprestigiados e pouco aquinhoados com as ações da gestão. Nessa conta de quero mais entra até os atingidos pela guerrilha oficial na imprensa local. Enquanto parte da base ameniza, e diz que insatisfação é natural, e logo será resolvida, outros governistas asseguram ao Camaçarico que o diagnóstico inspira preocupação. Ainda segundo essas mesmas fontes, a estratégia de distanciamento é equivocada, desagregadora, e ocorre justamente num momento que exige união.


Efeito colateral 3 Nesse flagelo caracterizado pela quase total ausência de articulação política e desuso do sempre precioso e indispensável extintor de incêndio, duas pastas são destaque: as secretarias de governo e das relações institucionais. A Segov, comandada pelo doutor José Gama Neves, e a Serin, chefiada pelo calejado ex-vereador José Matos, exibem uma intensa falta de sintonia e presença que só ampliam o contágio na banda governista, com aumento dos sintomas negativos do projeto de poder do alcaide.


Calculadoras  As secretarias de saúde de Camaçari (Sesau) e da Bahia (Sesab) seguem brigando com as estatísticas da Covid 19 no município. Gangorra dos números ´oficiais`, ora para mais, ora para menos, de acordo com cada boletim, exibe um diagnóstico nada bom para quem deveria ter certeza sobre as ações de combate e enfrentamento ao novo coronavírus.   


Calculadoras 2 Os últimos boletins distribuídos na noite de terça-feira (14) mostram uma discrepância nas contas de casos de contaminados e óbitos. Enquanto o município conta 2.554 infectados com 49 mortes, o governo estadual faz as contas e mostra 7 óbitos e 43 casos de infectados a menos.


Calculadoras 3 Essa diferença para mais, agora exibida pelo boletim da Sesau, já foi maior nos números oficiais da Sesab. Entre os dias 7 e 13, portanto até o penúltimo boletim, Camaçari apresentava mais casos de contaminados nas contas do governo estadual.


Calculadoras 4 Sem explicação para essa diferença, Camaçari e Estado, não dão sequer um “olá”. Alinhar esses números é uma questão de respeito à verdade que a população precisa saber.


Sintomas Faturar eleitoralmente, até com a Covid-19,  parece ser uma das condenáveis regras da política. Nesse jogo não faltam manifestações e estratégias. Tem quem torça, mesmo negando de pés juntos, para que as coisas não avancem, para culpar o adversário. Assim, como existem os que não perdem de vista os caminhos que lhe assegurem dividendos políticos na gestão da pandemia.


Sintomas 2  Exemplos é que não faltam nesse vale tudo no jogo da emoção e sensibilização do fragilizado eleitor. Nessa regra de levar vantagem em tudo, mesmo impossível de comprovação com testagem 100% segura, viraram corriqueiros os relatos emocionados. Primeiro “testam positivo”, para logo em seguida voltarem às redes sociais festejando a “cura”.


DNA  O ex-vereador, filho de vereador e pré-candidato a prefeito de Camaçari, Pedrinho de Pedrão (Avante), quer manter a tradição familiar no Legislativo. Aposta na sua força e no cacife do campeão baiano de votos, o deputado federal Pastor Sargento Isidoro, líder estadual da legenda, para garantir a eleição da irmã Soede de Pedrão para a Câmara de Vereadores.


DNA 2 Candidatura faz contraponto com outra irmã de Pedrinho. Filiada ao Democratas, a irmã Adriana também vai disputar uma das 21 cadeiras do Legislativo. Diferente de Soede, que tem o consentimento de 12 dos 15 irmãos, Adriana, que também usa o sobrenome “Pedrão”, conta com o apoio do alcaide Antonio Elinaldo e de outros 2 irmãos.


Memória   A professora, pesquisadora e historiadora Sandra Parente é a entrevistada de segunda-feira (20), da série “Camaçari 360”. Já participaram da Live no Instagram @joaoleitefilho01, o professor, historiador e pesquisador Diego Copque, e o ex-vereador e pesquisador José Raimundo Mônaco.


Memória 2 Por falar em Mônaco, editor já prepara uma nova rodada de conversa com o ex-presidente do Legislativo de Camaçari e vereador por 6 mandatos. Entrevista, realizada na última segunda-feira (13), não foi suficiente para registrar boa parte dos significativos relatos desse importante personagem da história política do município.


Memória 3 Série de Lives começou com os pré-candidatos a prefeito do município. Todas as entrevistas também podem ser acessadas pelo endereço no You Tube João Leite Filho.


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


15/7/2020  Atualização às 20h10

Mais Notícias

Camaçari retoma o sistema de transporte intermunicipal
Brasil tem 9 mil voluntários para testar a vacina da Covid-19
Camaçari registra apenas 4 casos de Covid-19 em 24 horas
O orçamento na pandemia –Parte2
Brasil deve gastar cerca de R$ 700 bilhões com a Covid-19
Estudo mostra que carga viral pode indicar maior risco de morte
Camaçari conta 4.445 casos com os 43 novos contaminados
Fortuna do dono do Facebook cresce com a pandemia
Segmento dos supermercados segue em crescimento
Justiça tira Fernando Gomes do comanda de Itabuna


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2020 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL