Busca:

  Notícia
 
Bahia fecha 2019 com redução no número de assassinatos

O Brasil teve uma queda de 19% no número de vítimas de crimes violentos em 2019 em comparação com o ano de 2018. Em todo o ano passado, houve 41.635 assassinatos no país, contra 51.558 em 2018,  quase 10 mil mortes a menos. Trata-se do menor número de crimes violentos intencionais de toda a série histórica do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, que coleta os dados desde 2007. A Bahia  registrou no ano  passado 5.099 assassinatos, uma média de 34,42 mortes violentas por cada 100 mil habitantes. Em 2018 foram 5.620 assassinatos, uma média de 37,94 por 100 mil.


Os números, que incluem vítimas de homicídios dolosos (incluindo os feminicídios), latrocínios e lesões corporais seguidas de morte,  são do índice nacional de homicídios criado pelo portal G1, com base nos dados oficiais dos 26 estados e do Distrito Federal.


Apesar da redução da média nacional em 2019, 9 estados do país reverteram a tendência de queda e apresentaram alta nos números de crimes violentos no último trimestre do ano. Santa Catarina, por exemplo, teve um aumento de 23,8% dos assassinatos em comparação com o último trimestre de 2018. Os outros estados que tiveram alta são: Rondônia, Bahia, Sergipe, Espírito Santo, Amazonas, Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo.

Mais Notícias

Fila do Bolsa Família chega a 3,5 milhões de brasileiros
MP pede a conservação do corpo do ex-PM para novas perícias
Bolsonaro agride jornalista com insinuação sexual
Brasis: a diversidade que nos junta e nos separa
Governador diz que metrô não terá meia passagem aos domingos
Greve dos petroleiros completa 18 dias com queda de produção
Sobra de energia não reduz valor da tarifa para consumidor
Camaçarico 17 de fevereiro 2020
Coronel quer ser o candidato e critica Rui por escolha de major
Governo suspende a realização de novos concursos públicos


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2020 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL