Busca:

  Notícia
 
Privatização dos Correios pode demitir 40 mil empregados


A demissaõ de cerca de 40 mil empregados  dos Correios  é um dos pontos que o governo avalia para a venda a estatal. Segundo o jornal Folha de São Paulo, executivos de empresas privadas dizem que a empresa tem funcionários demais e que fariam o mesmo serviço com praticamente a metade do quadro atual de 100 mil funcionários. Diante do quadro complicado, o governo o governo só deve tratar dos Correios em 2021, quando definirá o formato da privatização da estatal.


Outro complicador é o passivo de cerca de R$ 11 bilhões deixado pelos governos passados no fundo de pensão Postalis e de R$ 3 bilhões no plano de saúde dos funcionários. O governo, não pretende absorver os demitidos, avalia como tapar o rombo e honrar o pagamento dos que ainda vão se aposentar. Uma das opções é descontar do valor a receber, mas isso será definido no desenho da venda.


A quebra do monopólio dos Correios, como sugere Rodrigo Maia (DEM-RJ), tem apoio no Executivo, mas a execução não é simples. A avaliação é que alcançaria apenas o setor de cartas, já que nas entregas de mercadorias, o mercado é aberto. Ainda segundo  a reportagem,  existem dúvidas sobre se as empresas se interessarão em atuar fora dos grandes centros urbanos.

Mais Notícias

Estética política
Concessão de uso da Fonte Nova segue sem decisão do TCE
Vendas de álcool em gel crescem 2.067% no semestre
Brasil terá prioridade na vacina pelo alto número de casos
Camaçari chega a 4.638 casos e 77 mortes pela Covid-19
Camaçarico 11 de agosto 2020
Brasil alcança os US$ 6 bilhões com petróleo e derivados
Bahia registra crescimento de 1% nas exportações de julho
Russos anunciam vacina contra Covid-19
Auxílio emergencial ameniza queda nas vendas em 2020


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2020 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL