Busca:

  Notícia
 
Camaçari nos trilhos do futuro


Cleiton Pereira é agente de trânsito, consultor de trânsito e transporte, com especialização pela UFBA

Pensar a cidade para o futuro vai muito além de passear pela cidade e tirar fotos para publicar nas Redes Sociais, como alguns políticos (com e sem mandato) de nossa cidade, erroneamente, imaginam e agem. Ter visão de futuro é perceber o desenvolvimento local - e regional – e surgimento de novas demandas, de modo a planejar que tais necessidades sejam supridas a curto, médio e longo prazo. E nada disso é possível sem um Plano de Mobilidade Urbana eficiente, principalmente no que tange ao transporte público de massa, que garanta que as pessoas se deslocamentos de modo prático, rápido, em segurança e acessível (tarifa + acessibilidade).


Nessa rota de coalizão o Governo do Estado iniciou os Estudos de Viabilidade Técnica (EVT) para implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) interligando Lauro de Freitas à Camaçari e Salvador, via Estação do Metrô do Aeroporto. A iniciativa proposta é assertiva, moderna e poderá alavancar ainda mais o desenvolvimento econômico e social da Grande Salvador. Podendo beneficiar ainda, indiretamente, a população de Mata de São João e Dias D’ávila. Agora, com um pouco de mais de ousadia e avaliação precisa das Pesquisas de Origem e Destino (POD) presentes em levantamentos recentes realizados pelo Estado e pelo Município de Camaçari, juntamente com a mudança do trajeto inicialmente proposto, poderá criar uma junção fantástica, proporcionada pela implantação deste modal. O turismo e a indústria de Camaçari tendem a ganhar muito com o VLT.


Na proposta inicial o Governo quer interligar o Metrô da Estação Aeroporto com o VLT, saindo deste local, percorrendo a Avenida Santos Drummond em Lauro, ingressando na Linha Verde, adentrando a Estrada da Cascalheira (BA-531), seguindo pela Via Parafuso (BA-535) até o Polo Petroquímico. A população de Vila de Abrantes será a primeira beneficiada com os 14km de trilhos entre a Estação e a Praça de Pedágio da Concessionária Litoral Norte (CLN). A CLN poderá ser uma grande barreira neste processo político.


A ousadia na mudança do projeto proposto é alterar a curva no 14º quilômetro dos trilhos (que adentraria na Cascalheira), seguindo direto por mais 11km na Linha Verde, para então curvar com destino ao Complexo Senai Cimatec na Via Atlântica (BA-530) - também conhecida como Estrada da CETREL – em mais 5km de trilhos. Neste ponto de interseção (e de estação) o VLT sairia com destino ao Polo Petroquímico, encerrando seu trajeto na Ford, acrescentando mais 11km e totalizando 41km de trilhos de VLT. Ou seja, serão 7km a mais que os 34km previstos no projeto inicial. Estes 7km a mais poderão ser compensados pelo fato topográfico e de burocracia de desapropriações que envolveria os vários imóveis situados as margens da Estrada da Cascalheira. Visto que na Linha Verde e CETREL os trilhos percorreriam por áreas verdes.


A Aldeia Hippie de Arembepe ganharia um grande reforço para o turismo, assim como o Complexo SENAI CIMATEC, recentemente inaugurado, ficaria mais acessível para as pessoas da Sede, de parte da orla, de Lauro e Salvador.


O fluxo de passageiros do transporte público seria beneficiado com a interligação Sede-Orla, sem prejuízo as empresas que atualmente exploram o serviço, visto que o Índice de Passageiros por Quilômetro (IPK) seria mantido em razão do crescimento nos deslocamentos da Sede-Orla-Sede. Assim como também o intermunicipal, atendido pelo monopólio da Viação Sol de Abrantes (VSA), Brisa, 2 de Julho e BTM.


Agora cabe saber quem serão os protagonistas desta que será uma das maiores obras de mobilidade urbana da Região Metropolitana de Salvador (RMS). Torcemos para que os Governos Municipais e Estadual deem as mãos, sem intrigas partidárias, pensando unicamente no benefício a sociedade que irá contar com um sistema de transporte moderno, eficiente e que vai trazer mais desenvolvimento e qualidade para o povo.


Cleiton S. Pereira cleitonmpe@hotmail.com  é agente de Trânsito, consultor de trânsito e transporte, com especialização pela UFBA, graduando em segurança pública e  ex-chefe de gabinete da Superintendência de Trânsito e Transporte Público de Camaçari


Opiniões e conceitos expressos nos artigos são de responsabilidade do autor

Mais Notícias

Acúmulo de água provocou o rompimento de Brumadinho
Moro diz que decisão do STF piora percepção sobre corrupção
Governo suspende nomeação do presidente da Fundação Palmares
Ford considera alta a PLR paga a trabalhadores de Camaçari
Camaçarico 11 dezembro de 2019
Mancha de óleo segue sem origem e atinge mais de 900 localidades
Conflitos por terras na Amazônia já mataram 7 índios em 2019
Acervo de desembargadora presa é digno de museu, diz PGR
Justiça de Camaçari inocenta Zé do Pão e Oziel por falta de provas
Cesta de Natal da prefeitura vai beneficiar cerca de 120 pessoas


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL