Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 12 de julho 2019


O centenário carro do Caboclo

Fachada Centro Pop. Clique na imagem para ampliar

Devagar  Não espere sessão no plenário Osvaldo Nogueira, da Câmara de Vereadores de Camaçari, antes de 2020. Quase 3 meses depois do desabamento de parte do forro do teto da sala principal, provocado pelas chuvas do 1º de abril, as obras sequer tiveram seus custos avaliados.


Devagar 2  A Coluna apurou que os serviços ainda estão na fase de  montagem do chamado “termo de referência”, primeiro passo para definir o que será feito e qual o custo da obra. Só depois vem a etapa da licitação, que nunca dura menos de 3 meses, para então dar início aos trabalhos de recuperação. Com a interdição, os debates foram transferidos para o Teatro Alberto Martins (TAM). 


Devagar 3 Mas, as obras no plenário são apenas uma ponta da situação atípica em que vive o Legislativo de Camaçari sob o comando do demista Jorge Curvelo. Falta água, material básico e até a internet está apresentando problemas. Sem conexão, ou com grandes oscilações na rede de computadores, todos os trabalhos foram prejudicados por quase 3 dias nesta semana, garantem assessores e servidores da Casa ouvidos pela Coluna.


Devagar 4 A renovação dos contratos através de licitação é outro furo. Já na 2ª disputa, escolha pelo menor preço para contratação de serviços de apoio como segurança e limpeza, com custo atual mensal de quase R$ 115 mil, sofreu  nova contestação por parte de empresas participantes, o que pode adiar a assinatura do novo contrato.


Casa de ferreiro A doutora Andrea Montenegro, titular da secretaria de desenvolvimento social e cidadania (Sedes), precisa dar o exemplo e mandar consertar a placa do centro de atendimento a população em situação de rua. A fachada do Centro Pop, como é conhecido, exibe há cerca de 3 meses o equivocado e até preconceituoso “Centro de Referência Especializado para População de Rua - Camaçari”.


Casa de ferreiro 2  O descuido com essa população, que em Camaçari é superior a uma centena, é antigo. Sem distribuição de alimentação, como determina o programa de política pública para esse tipo de população, o Centro Pop de Camaçari  segue longe de cidades baianas como Salvador, onde esse serviço vem sendo oferecido. Em abril, o Camaçarico já abordava esse equívoco na utilização do termo “morador de rua”, quando o certo é "pessoa em situação de rua" (Confira). Novamente recomenda uma olhadinha no Decreto Nº 7.053 de 23 de dezembro de 2009 que institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento. 


Orelha ardendo A política de Camaçari ganha ponto de efervescência na noite desta sexta-feira (12), no Teatro Cidade do Saber (TCS), com o 1º encontro de pré-candidatos a vereador de Camaçari e região. Com cerca de 200 inscritos, segundo o site Camaçari Notícias, promotor do evento, encontro terá palestras sobre marketing político, legislação eleitoral e exposição de material sobre campanhas e estratégias para conquistar o eleitor e garantir votos na urna.


Orelha ardendo 2 Sem a provável presença, por motivos óbvios, dos atuais 21 ocupantes das cadeiras do Legislativo do Município, encontro seguramente terá o tema renovação total do atual quadro de representantes do povo como principal e consensual fala entre os presentes.


Go further  Os  centenários carros que transportam o Caboclo e a Cabocla, símbolos máximos da Independência da Bahia, não estão aguentando e podem apresentar graves problemas estruturais se continuarem trafegando sem proteção, no pedregoso piso de parte do trajeto da festa do 2 de Julho, no centro histórico de Salvador.  Preocupação com a integridade de importante peça histórica não é recente. A ex-presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), Consuelo Pondé de Sena, falecida em 2015, já exibia esse temor.


Go further 2  Ainda sem solução, mas com a necessidade urgente de  garantir o desfile dos carros e das centenárias esculturas com segurança, a Coluna ouviu de historiadores a sugestão de que a montadora Ford, juntamente com o Senai-Cimatec, entrem nesse debate. 


Go further 3 Desenvolver algum tipo de suporte capaz de garantir o desfile dos nossos maiores símbolos é, sem dúvida, uma missão importante e prova de carinho à Bahia  e aos seus símbolos. Segundo fontes ouvidas pela Coluna, a construção de uma estrutura  capaz de manter os carros no chão, sem riscos e sem a necessidade de isolamento do povo com a sua instalação numa plataforma elevada, como se fosse um andor, seria a solução ideal. 


Bambas  Domingo (14), a partir das 13h, tem samba chula na praça Mãe Eulina, bairro da Bomba, em Camaçari. Festa idealizada pelo Mestre Plínio e realizada pelo Samba Chula Filhos de Oyò, terá  outras presenças luxuosas como grupos de samba tradicional. Movimento que integra o “julho das pretas” terá ainda oficina de turbantes, exposição de pandeiros artesanais e a deliciosa comida baiana de Rose Braga.


Confira todas as Colunas acessando o link   http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


12/7/2019 Atualização às 12h37

Mais Notícias

Deputado critica Rui por mais mudanças na Previdência estadual
Novas mensagens mostram que Moro interferiu nas negociações
Liberação do saque do FGTS pode elevar PIB de 2019 para 1%
Faculdade particular vai poder revalidar diploma de médico
Amazon é investigada por usar informação de clientes
Brasil relembra tetracampeonato e retorno no voo da muamba
Nadadora baiana é a maior medalhista de maratona do mundo
Governo tenta reanimar economia com saque de até 35% do FGTS
Ministério Público começa a investigar Dallagnol e Pozzobon
Começa segunda-feira o cadastro para o transporte universitário


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL