Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 12 de julho 2019


O centenário carro do Caboclo

Fachada Centro Pop. Clique na imagem para ampliar

Devagar  Não espere sessão no plenário Osvaldo Nogueira, da Câmara de Vereadores de Camaçari, antes de 2020. Quase 3 meses depois do desabamento de parte do forro do teto da sala principal, provocado pelas chuvas do 1º de abril, as obras sequer tiveram seus custos avaliados.


Devagar 2  A Coluna apurou que os serviços ainda estão na fase de  montagem do chamado “termo de referência”, primeiro passo para definir o que será feito e qual o custo da obra. Só depois vem a etapa da licitação, que nunca dura menos de 3 meses, para então dar início aos trabalhos de recuperação. Com a interdição, os debates foram transferidos para o Teatro Alberto Martins (TAM). 


Devagar 3 Mas, as obras no plenário são apenas uma ponta da situação atípica em que vive o Legislativo de Camaçari sob o comando do demista Jorge Curvelo. Falta água, material básico e até a internet está apresentando problemas. Sem conexão, ou com grandes oscilações na rede de computadores, todos os trabalhos foram prejudicados por quase 3 dias nesta semana, garantem assessores e servidores da Casa ouvidos pela Coluna.


Devagar 4 A renovação dos contratos através de licitação é outro furo. Já na 2ª disputa, escolha pelo menor preço para contratação de serviços de apoio como segurança e limpeza, com custo atual mensal de quase R$ 115 mil, sofreu  nova contestação por parte de empresas participantes, o que pode adiar a assinatura do novo contrato.


Casa de ferreiro A doutora Andrea Montenegro, titular da secretaria de desenvolvimento social e cidadania (Sedes), precisa dar o exemplo e mandar consertar a placa do centro de atendimento a população em situação de rua. A fachada do Centro Pop, como é conhecido, exibe há cerca de 3 meses o equivocado e até preconceituoso “Centro de Referência Especializado para População de Rua - Camaçari”.


Casa de ferreiro 2  O descuido com essa população, que em Camaçari é superior a uma centena, é antigo. Sem distribuição de alimentação, como determina o programa de política pública para esse tipo de população, o Centro Pop de Camaçari  segue longe de cidades baianas como Salvador, onde esse serviço vem sendo oferecido. Em abril, o Camaçarico já abordava esse equívoco na utilização do termo “morador de rua”, quando o certo é "pessoa em situação de rua" (Confira). Novamente recomenda uma olhadinha no Decreto Nº 7.053 de 23 de dezembro de 2009 que institui a Política Nacional para a População em Situação de Rua e seu Comitê Intersetorial de Acompanhamento e Monitoramento. 


Orelha ardendo A política de Camaçari ganha ponto de efervescência na noite desta sexta-feira (12), no Teatro Cidade do Saber (TCS), com o 1º encontro de pré-candidatos a vereador de Camaçari e região. Com cerca de 200 inscritos, segundo o site Camaçari Notícias, promotor do evento, encontro terá palestras sobre marketing político, legislação eleitoral e exposição de material sobre campanhas e estratégias para conquistar o eleitor e garantir votos na urna.


Orelha ardendo 2 Sem a provável presença, por motivos óbvios, dos atuais 21 ocupantes das cadeiras do Legislativo do Município, encontro seguramente terá o tema renovação total do atual quadro de representantes do povo como principal e consensual fala entre os presentes.


Go further  Os  centenários carros que transportam o Caboclo e a Cabocla, símbolos máximos da Independência da Bahia, não estão aguentando e podem apresentar graves problemas estruturais se continuarem trafegando sem proteção, no pedregoso piso de parte do trajeto da festa do 2 de Julho, no centro histórico de Salvador.  Preocupação com a integridade de importante peça histórica não é recente. A ex-presidente do Instituto Geográfico e Histórico da Bahia (IGHB), Consuelo Pondé de Sena, falecida em 2015, já exibia esse temor.


Go further 2  Ainda sem solução, mas com a necessidade urgente de  garantir o desfile dos carros e das centenárias esculturas com segurança, a Coluna ouviu de historiadores a sugestão de que a montadora Ford, juntamente com o Senai-Cimatec, entrem nesse debate. 


Go further 3 Desenvolver algum tipo de suporte capaz de garantir o desfile dos nossos maiores símbolos é, sem dúvida, uma missão importante e prova de carinho à Bahia  e aos seus símbolos. Segundo fontes ouvidas pela Coluna, a construção de uma estrutura  capaz de manter os carros no chão, sem riscos e sem a necessidade de isolamento do povo com a sua instalação numa plataforma elevada, como se fosse um andor, seria a solução ideal. 


Bambas  Domingo (14), a partir das 13h, tem samba chula na praça Mãe Eulina, bairro da Bomba, em Camaçari. Festa idealizada pelo Mestre Plínio e realizada pelo Samba Chula Filhos de Oyò, terá  outras presenças luxuosas como grupos de samba tradicional. Movimento que integra o “julho das pretas” terá ainda oficina de turbantes, exposição de pandeiros artesanais e a deliciosa comida baiana de Rose Braga.


Confira todas as Colunas acessando o link   http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


12/7/2019 Atualização às 12h37

Mais Notícias

Justiça manda suspender obras e vendas do Luar de Arembepe
Economista ligado ao agronegócio vai comandar o Incra
General fala em risco de ´convulsão social` antes de julgamento
Mais de 22 toneladas de óleo já foram retiradas de Salvador
STF começa a julgar se mantém ou acaba prisão em 2ª instância
Desigualdade aumenta no Brasil, diz estudo do IBGE
Obrigada por serem os melhores
SSP investiga atentado contra o deputado Soldado Prisco
Justiça manda interditar sedes das associações de PMs
Marcelo Odebrecht dá aula sobre boas práticas empresariais


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL