Busca:

  Notícia
 
STJ manda soltar Temer e o amigo coronel Lima


A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) mandou soltar o ex-presidente Michel Temer (MDB) e o coronel João Baptista Lima Filho, amigo do ex-presidente. Ambos foram presos no âmbito da Operação Descontaminação, desdobramento da Lava Jato que atribui ao ex-presidente o papel de líder de organização criminosa que teria desviado, em 30 anos de atuação, pelo menos R$ 1,8 bilhão. 


Na sessão desta terça-feira (14), onde todos os  4 minstros votaram pela  soltura  de Temer e do amigo coronel Lima, prevaleceu o entendimento de que os fatos apurados na investigação são “razoavelmente antigos”, relacionados à época em que Temer ocupava a vice-presidência da República, e que os crimes não teriam sido cometidos com violência, o que justifica a substituição da prisão por medidas cautelares.


Temer e o coronel Lima estão proibidos de manter contato com outros investigados, de mudar de endereço ou ausentar-se do País. Também terão os bens bloqueados e serão obrigados a entregar o passaporte. O ex-presidente ainda não poderá ocupar cargo de direção partidária.


“Não se pode prender porque o crime é revoltante, como resposta a desejos sociais de justiça instantânea. Manter solto durante o processo não é impunidade como socialmente pode parecer, mas sim garantia, só afastada mediante comprovados riscos legais”, observou o presidente da Sexta Turma, ministro Nefi Cordeiro, último a votar no julgamento. “Juiz não enfrenta crimes, não é agente de segurança pública, não é controlador da moralidade social ou dos destinos da nação. Deve conduzir o processo pela lei e a Constituição, com imparcialidade e somente ao final do processo, sopesando as provas, reconhecer a culpa ou declarar a absolvição. Juiz não é símbolo de combate à criminalidade”, completou Cordeiro.

Mais Notícias

Governador defende mensalidade em universidade pública
Camaçarico 20 de maio 2019
As fake news dominaram as informações durante campanha
Salvador sedia Semana Climática da América Latina e Caribe
Estilo conciliador do petista Wagner frustra oposição
Uso da inteligência artificial pode aumentar o desemprego
Deputados discutem projeto próprio para reforma da Previdência
Bolsonaro quer afrouxar regras para motorista infrator
Camaçarico 16 de maio 2019
Camaçari e os 461 anos de celebrações do Divino Espírito Santo de Abrantes


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL