Busca:

  Notícia
 
Vice-presidente culpa governador do Ceará pela crise na segurança


O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse que o governador do Ceará, Camilo Santana (PT), é responsável pela crise de segurança pública no Estado, que já dura dez dias, e não pode esperar agora que os agentes da Força Nacional resolvam o problema. A onda de violência no estado já registra 194 ataques confirmados em 43 municípios. O Ministério da Justiça confirmou que, desde o início da sequência de crimes, há 11 dias, 35 membros de facções criminosas foram transferidos para presídios federais.


“Na minha opinião, o governador do Ceará não estava a cavaleiro da situação. O dado que nós temos é que parcela significativa da Polícia Militar estava de férias, em um período conturbado”, afirmou Mourão ao Estado. “Se a PM tem cem de efetivo e nós temos 12 meses no ano, só podem ter 8 a 9 de férias por mês. É uma matemática simples, não é? Então, acho que o governador andou falhando nisso aí e, obviamente, pediu reforço da Força Nacional. Agora, a questão do Ceará tem de ser resolvida, em primeiro lugar, por ele.”


Há 500 agentes federais no Ceará, além de policiais de outros Estados. Em entrevista concedida à Rádio O Povo/CBN, de Fortaleza, Camilo Santana cobrou leis mais fortes para combater o crime organizado e punir atos terroristas, como os ataques praticados no Ceará. “É preciso rever as leis deste País, que são muito frouxas”, argumentou o governador. “Você bota uma bomba num viaduto e era para ser enquadrado como terrorista, pegar mais tempo de prisão, mas hoje não é assim.”


Santana também elogiou o novo ministro da Justiça, Sérgio Moro, que, quando era juiz da Lava Jato, foi algoz do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), preso desde abril do ano passado. Para o governador, Moro está atuando como um “aliado” contra o crime organizado. Estadão

Mais Notícias

Governo e Dow Química nada sabem sobre buraco na Ilha
Palocci diz que propina de usina bancou campanha de Haddad
MP investiga irregularidades com salários em 16 Assembleias
Camaçarico 19 janeiro 2019
Bolsonaro pode escolher reitor da Universidade do Recôncavo
Governo pode cortar benefício do INSS sem avisar beneficiário
Baterista e fundador do grupo O Rappa more aos 53 anos
Filho de Bolsonaro recebeu em 1 mês R$ 96 mil em depósitos
Policial do Bope é o principal suspeito pela morte de Marielle
Monte Gordo e Abrantes festejam padroeiros neste final de semana


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL