Busca:

  Notícia
 
Justiça nega habeas corpus e médium continua preso


Joao de Deus está preso desde domingo

A Justiça negou nesta terça-feira (18q12) o habeas corpus para o médium João de Deus, suspeito de abusos sexuais contra mulheres durante atendimentos espirituais em Abadiânia. Ele vai continuar preso no Núcleo de Custódia, em Aparecida de Goiânia após se entregar à Polícia Civil.


"Apenas a liminar foi apreciada e negada. O julgamento final do habeas deverá se dar após o recesso. Discordamos da decisão e vamos recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ)", declarou o advogado do médium, Alberto Toron.


Também nesta terça-feira a Polícia Civil fez buscas em endereços ligados ao médium,  incluindo a Casa Dom Inácio de Loyola, onde ele atendia e supostamente ocorreram os abusos.


Ministério Público recebeu 506 relatos de abusos sexuaisDas mulheres que denunciaram caso ao MP, 30 já foram ouvidasPolícia Civil colheu depoimentos de outras 15 mulheres. Apenas 1 caso vai virar inquéritoHá relatos de supostas vítimas de seis países e vários estados brasileirosMédium é investigado por estupro, estupro de vulnerável e violação sexual mediante fraudeMP e polícia também querem apurar denúncia de lavagem de dinheiroNão há pedido para suspensão do funcionamento da Casa Dom Inácio de Loyola


João de Deus teve a prisão decretada na sexta (14) a pedido da Polícia Civil e do Ministério Público Estadual de Goiás (MP-GO), que investigam os relatos de abuso sexual durante atendimento na Casa Dom Inácio de Loyola. No domingo, ele se entregou à polícia em uma estrada de terra em Abadiânia. G1

Mais Notícias

Professor brasileiro é o que mais sofre intimidação por aluno
Novos satelites ameaçam pesquisas e observações do espaço
Baiano Daniel Alves deixa o Paris Saint-Germain
Camaforró ultrapassa as 16 toneladas de alimentos arrecadados
São João da capital só acaba na noite desta segunda-feira
Amado Batista e Marcos e Belutti agitam último dia do Camaforró
Diálogos mostram articulação entre Moro, MPF e PF na Lava Jato
Prefeitura avança com reforma sem informar detalhes do projeto
Novas mensagens envolvem Moro e procuradores da Lava Jato
Barcelona impõe condições para aceitar Neymar de volta


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL