Busca:

  Notícia
 
Plano para abater bandido no Rio é crime, diz MPF


Governador eleito Wilson Witzel defende autorização para atirar em bandido portando fuzis

O plano do governador eleito do Rio, Wilson Witzel, de “autorizar” que bandidos portando fuzis sejam abatidos pela polícia pode não ir para frente. O procurador da República Eduardo Benones, coordenador do Controle Externo da Atividade Policial do Ministério Público Federal (MPF) no Rio diz que, apesar dos planos de Witzel, PMs que executarem criminosos continuarão a ser investigados e podem ser julgados por homicídio.


“O artigo 121 do Código Penal, que trata de homicídio, está em vigor. Se o Ministério Público não investigar, baseado no discurso de quem quer que seja, é prevaricação. Não haverá qualquer tipo de retrocesso ou leniência. Quando chegar o caso concreto, quem vai avaliar não é o governador, é quem estiver investigando. Não se pode aproveitar o medo da sociedade e construir e impor uma narrativa”, afirmou Benones

Mais Notícias

Mais de 30% dos municípios vão fechar 2018 no vermelho
Jorge Curvelo é eleito presidente do Legislativo de Camaçari
ONG ligada a futura ministra é acusada de incitar ódio a indígenas
Cerca de 30% dos inscritos no Mais Médicos não se apresentaram
Funcionária de filho de Bolsonaro repassou 99% do salário
Temer decreta a extradição do italiano Cesare Batisti
Cerca de 3 mil ainda não se apresentaram no Mais Médicos
Justiça brasileira manda prender Battisti e prepara extradição
General diz que vereadora Marielle foi assassinada por milicianos
Bahia está entre os estados com situação financeira difícil


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2018 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL