Busca:

  Notícia
 
Dias Toffoli preside o Supremo Tribunal Federal até 2020


Ministro de 50 anos, empossado nesta quinta-feira, também vai presidir o Conselho Nacional de Justiça

O ministro José Antonio Dias Toffoli tomou posse como presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) para o biênio 2018-2020 em solenidade realizada na tarde desta quinta-feira (13/9) no plenário da corte com a presença de autoridades e políticos. O cargo foi transmitido pela ministra Cármen Lúcia. Toffoli também assume automaticamente a presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Também tomou posse como vice-presidente do STF o ministro Luiz Fux. 


A pose contou com as presenças do presidente da República, Michel Temer, dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), da procuradora-geral, Raquel Dodge, e do presidente da OAB, Claudio Lamachia, além de parlamentares e representantes  da Igreja e ourtros segmentos. 


Natural de Marília (SP), Toffoli chega à presidência do STF 9 anos após se tornar ministro, nomeado em outubro de 2009 pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Toffoli assumiu a cadeira  em substituição ao ministro Carlos Alberto Menezes Direito, que morrera um mês antes.


Foi advogado-geral da União (2007-09) e subchefe para Assuntos Jurídicos da Casa Civil (2003-05) nos governos Lula. Atuou na Prefeitura de São Paulo em 2001 na gestão de Marta Suplicy, então no PT, assessorou a liderança do partido na Câmara dos Deputados (1995-2000), foi assessor parlamentar na Assembleia paulista (1994) e consultor da CUT (1993). Toffoli também ministrou disciplinas de direito constitucional e direito de família no UniCEUB, em Brasília (1996-2002).

Mais Notícias

AMB diz que decisão de Cuba sobre Mais Médicos é retaliação
Justiça censura Globo e proíbe notícias sobre caso Marielle
Lula recebe 572 visitas em 6 meses de prisão em Curitiba
Fim do Mais Médicos pode deixar mais de 600 cidades desassistidas
Justiça proíbe apreensão de carro com IPVA atrasado
Ministro de Temer critica proposta de repasse para governadores
Brasil pode perder 11 mil médicos caso o Revalida seja exigido
Promoção da Black Friday pode ser armadilha para consumidor
Moro antecipa exoneração para evitar novos desgastes
Brasil registra quase metade dos feminicídios da América Latina


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2018 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL