Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 9 de julho 2018


Game   Camaçari é mesmo um município bom de jogo. Em 2014, assim como neste 2018, o ex-prefeito e hoje vice-prefeito, José Tude, mirava um mandato de deputado estadual. Na época contava com o apoio da sua legenda, o PTN, hoje Podemos, feudo comandado pelo deputado federal João Carlos, coadjuvado pelo irmão e ex-diretor do Detran, Maurício Bacelar. Tude disputava os votos locais com o então vereador e também candidato a deputado, o hoje prefeito Antonio Elinaldo (DEM). O resultado foi 'game over' duplo. Nem Tude, muito menos Elinaldo conseguiram vaga nos 63 assentos na Assembleia Legislativa.


Game  2  Agora, na versão 2018, os papéis se invertem, mas os personagens são os mesmos, com Tude seguindo na competição, mas do outro lado da trincheira. O demista e até pouco tempo emedebista, segue perseguindo uma vaga no Legislativo Estadual com o apoio do ex-adversário Elinaldo. Enfrenta a batalha  do voto a voto com o antigo aliado que chegou a usar o seu sobrenome 'Maurício de Tude' como marca na disputa municipal de 2012.


Game 3  Quem segue na mesma pegada que deve resultar em fim de jogo certo é o PT de Camaçari. Acabou a historinha de que o partido marcharia unido na defesa de 1 ou até 2 nomes locais para a disputa pelo Legislativo da Bahia. Buscando sua sobrevivência, o vereador Dentinho do Sindicato anunciou seu apoio ao companheiro de partido, o pré-candidato a deputado estadual, Osni. O ato aconteceu na sede do Sindborracha Camaçari, base do vereador.


Game 4 Distensão na base petista começou justamente por quem deveria fortalecer a musculatura local. Foi o deputado federal e 3 vezes prefeito do município, Luiz Caetano, o autor do start desse processo ao trazer o nome do empresário do ramo de caminhões, Raimundinho da JR.


Game 5  Na época sem partido, o agora pedetista entrou na base que vinha sendo disputada pelos vereadores Téo Ribeiro e Jackson Josué, e pelo deputado e candidato a reeleição Bira Coroa.  Uma ala petista ainda anunciou reação, mas os últimos disparos foram apenas para atestar de forma simbólica que seguiam no jogo. 


Game 6 Esticada patrocinada pelo chefe não acontece por acaso. Ao aumentar as dificuldades dos vereadores Téo e Jackson, e de Bira Coroa como nomes do PT, Caetano, que mesmo tecnicamente atingido pela lei da Ficha Limpa, reforça sua candidatura como única alternativa na principal base oposicionista para a disputa pela prefeitura de Camaçari em 2020.


Game 7 A atual secretária de desenvolvimento do estado e quase ex-deputada, Luiza Maia (PT) é outra alternativa, apesar de ser  considerada atleta de jogo difícil para enfrentar essa partida paroquial.


Massa fraca A interdição do prédio onde funcionou a Prefeitura e a Câmara de Vereadores de Camaçari, atualmente ocupado pelo arquivo público do município, é a cara da gestão do projeto de reforma e revitalização do centro antigo de Camaçari. Anunciado com foguetório no ano passado, projeto gerido pela secretaria de cultura do município (Secult) listava ainda a recuperação física e a utilização como equipamentos de cultura e memória do município, a antiga estação de trens e o cinema.


Massa fraca 2 Depois do laudo técnico da própria prefeitura, que constatou 'risco de desabamento por conta de fissuras na laje e na alvenaria interna e externa' e problemas 'nos dutos de energia', a sede do arquivo público, o único prédio do conjunto do centro antigo ainda em funcionamento, se junta aos demais imóveis em acelerado processo de destruição.


Massa fraca 3 Sem projeto anunciado oficialmente e muito menos debatido com a sociedade e o conselho de cultura do município, as obras de requalificação do centro antigo perigas nem começar neste 2018. Com parte dos recursos liberados pelo governo federal, que podem ser devolvidos caso não se iniciem neste 2018. 


Massa fraca 4 Indefinição sobre a execução do projeto, se por etapas, ou de forma total, recuperando os 3 imóveis, coloca a gestão do alcaide Elinaldo em situação ainda mais vexatória que o antecessor, quando a estação ainda pulsava como ponto de encontro, e a velha sede do poder camaçariense tinha serventia.


Bússola  Depois da radiação do Camaçarico (Confira), a prefeitura caiu na real e mandou a sua sua parceira e produtora oceânica pagar a mixaria que devia aos artistas locais que se apresentaram durante o verão.  


Arquibancada Quem andou circulando por Camaçari foi o ex-secretário de desenvolvimento econômico do município. Sérgio Vilalva, que comandou a Sedec nos primeiros 15 meses da gestão Elinaldo, veio marcar território durante a festa em terras camaçarienses pelos 40 anos do polo industrial. A Coluna apurou que tabelinha Prefeitura/Cofic, que resultou no evento de quinta-feira (5), começou na sua gestão. 


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php 


João Leite Filho joaoleite01@gmail.com (Editor)


 9/7/2018

Mais Notícias

MP pede a dissolução da Odebrecht e de outras 4 empreiteiras
Segurança e economia são os temas mais debatidos no Facebook
Guardar moeda no cofrinho é pratica de 1 em cada 4 brasileiros
Ministério da Fazenda critica modelo de reajuste nos planos de saúde
Camaçari cria distritos sanitários para melhorar atendimento
Taxa de mortalidade infantil volta a aumentar na Bahia
Lula volta a criticar Justiça e diz que será candidato
Geddel perde regalias com transferência para segurança máxima
Camaçarico 19 de julho 2018
Estudante brasileiro tira nota baixa em avaliação internacional


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2018 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL