Busca:

  Notícia
 
Indústria de transformação retoma capacidade de produção

Pouco mais da metade (52,4%) dos setores da indústria de transformação já voltaou ou está perto de voltar ao padrão histórico de ocupação da capacidade das fábricas. Segundo a Confederação Nacional da Indústria  (CNI) a ocupação das linhas de produção vem acontecendo de forma gradual e ainda há pesos-pesados, como as indústrias de automóveis e metalúrgica, entre os retardatários do processo. Desde novembro, a indústria vem usando por volta de 78% de sua capacidade produtiva, um nível de aproveitamento que não era visto havia 20 meses. 


Com isso, alguns setores já voltaram a operar dentro de um nível considerado normal de utilização da capacidade produtiva. Números calculados pela CNI mostram que, entre novembro e fevereiro, 5 dos 21 ramos da indústria de transformação operaram em patamar parecido ou até acima da média histórica de uso da capacidade instalada. A CNI cita as indústrias de papel e celulose e farmacêutica. Outros 6 setores,  numa lista que inclui as fábricas de produtos têxteis, de vestuário e de móveis – estão perto de voltar à normalidade, apresentando uma ociosidade inferior a 1% em relação à média histórica. 


Abaixo dessa “linha d’água”, 10 atividades estão mais longe de resolver a questão da ociosidade deixada pela crise. Esse grupo inclui setores de grande peso na atividade industrial, casos das indústrias automobilística, metalúrgica e de produtos químicos, assim como os fabricantes de alimentos e bebidas. Somados à indústria de máquinas e equipamentos, e a outros ramos também presentes nessa lista, representam 41% do PIB industrial.


“Ninguém quer administrar novamente uma situação de excesso de estoque nos pátios das fábricas porque isso significa grande prejuízo. Para religar máquinas e contratar mais, as empresas precisam ter certeza sobre o que vem pela frente”, disse disse Marcelo Azevedo, economista da CNI.

Mais Notícias

FHC pede união dos partidos para tirar o país da crise
Servidores e Previdência vão custar R$ 1 trilhão em 2019
STJ derruba liminar que garantia candidatura a reeleição de Caetano
Marina é contra ampliar possibilidades de legalização do aborto
Datafolha mostra Ciro com vantagem sobre Bolsonaro no 2º turno
Postos da Bahia vendem a gasolina mais cara do Nordeste
Vila de Abrantes festeja aniversário de Camaçari neste domingo
Bolsonaro segue líder e Haddad amplia vantagem no 2º lugar
Wagner e Lázaro são os preferidos para as vagas para o Senado
Rui amplia liderança e sinaliza vitória no 1º turno, diz Ibope


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2018 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL