Busca:

  Notícia
 
Camaçarico 8 de janeiro 2018


Procura-se O cargo de sub da secretaria de desenvolvimento social e cidadania (Sedes) não deve ser preenchido imediatamente, como apostam e gostam os políticos preocupados com nomeações e controle de postos estratégicos capazes de renderem apenas votos. Braço-direito da nova titular da pasta, Janete Ferreira, subsecretário (a) precisa apresentar perfil técnico, entendimento e vontade de fazer valer as políticas públicas definidas pelo Suas (Sistema Único de Assistência Social).


Procura-se 2 O alcaide Antonio Elinaldo parece que quer esquecer os primeiros 12 meses do seu governo, e virar a página dessa conta que soma 7 anos de atraso. Descuido com a política de desenvolvimento social ganha reforço na metade da 3ª gestão Caetano, com a gestão da doutora Jailce Andrade. Abandono da Sedes, com perda de recursos federais, prosseguiu por todo o mandato de Ademar Delgado (2013/2016). Fecha o número, que de perfeito e equilibrado não tem nada, a gestão Simara Ellery e sua fiel escudeira Claudia Gomes.


Sem essa O vereador Téo Ribeiro (PT), que sonha ser prefeito de Camaçari, precisa ter mais cuidado com o vernáculo. Tentar atingir o alcaide Elinaldo com a vulgar expressão ‘filha da puta’ é muito mais que desrespeitar a genitora do seu ex-colega de Legislativo e menino, como ele, nascido e criado na pobre e desigual Camaçari.


Sem essa 2 O ‘f.d.p.’ exibido por Téo, em rede de rádio, não apenas ofende uma família. Ganha reforço e vira atestado de incoerência e desconhecimento para quem defende a recriação da secretaria municipal da mulher. O vereador esquece que a pasta que ele tanto pede a volta, sob o argumento de fortalecimento da luta em defesa da igualdade de gênero, tem justamente entre seus pilares o direito de escolha da mulher. Portanto, vereador, até as prostitutas têm direitos iguais e precisam ser respeitadas.


Sem essa 3 Felizmente, ficou no passado a Camaçari dos anos 1980, quando mulheres que lutavam por seus direitos e por defenderem bandeiras coletivas eram chamadas de ‘vadias’, ou sofriam agressões com exibição de aves, como se pudessem ser comparadas com outro ser do mundo animal.


Descolorido  Mais uma vez o deputado federal Paulo Azi (DEM) não prestigiou a principal manifestação religiosa de Camaçari. Diferente do queridinho da nova gestão, a procissão do padroeiro São Thomaz de Cantuária, domingo (7), contou com as presenças dos outros 2 federais com significativas votações na cidade. O deputado Luiz Caetano (PT), que evitou o guarda-roupa ‘vermelho PT’ durante quase todo ano de 2016, desfilou com vistosa camisa ‘vermelha padroeiro’. Mais discreto, o colega de Congresso Nacional, João Bacelar (Podemos) preferiu um modelo ‘rosa quase São Thomaz’.


Descolorido 2 Pecado do deputado parece que foi seguido pela maioria dos secretários. Provavelmente cansados do vai e vem, preferiram evitar a Via Parafuso no domingão.


Compressor O ex-vereador Otaviano Maia parece que abandonou de vez a política. Desfiliado do PT desde o ano passado, segundo fonte da Coluna, o sobrinho da deputada Luiz Maia (PT) agora é empresário. Depois da derrota nas urnas de 2016, Otaviano apostou no ramo ‘car wash’, popularmente conhecido como lava jato.


Esmalte  Como antecipou o Camaçarico de 24 de julho (Confira), o 3 vezes alcaide e agora vice-prefeito de Camaçari, José Tude (PMDB), vai mesmo mudar para o DEM, onde espera ter uma eleição tranquila para a Assembleia Legislativa. Em recente entrevista, Tude confirmou que disputa uma das 63 cadeiras da Assembleia com o número 25.123, usado no pleito de 2014 pelo atual alcaide, Antonio Elinaldo, na época adversário de Tude, mas hoje aliado ‘unha com carne’.


Freio  A Ford parece que não gosta de falar em geração de novos postos de trabalho. Perguntada, via e-mail, sobre o aumento do número de empregos em 2017, na unidade Camaçari, a assessoria da montadora preferiu o silêncio. Distribuiu release detalhando apenas o aumento da produção por modelos de ve[ículos. Números solicitados enriqueceriam com dados locais, importantes para o leitor de Camaçari e região, reportagem nacional sobre o aumento da produção nacional de veículos (Confira).


Armengue Indenizados pela prefeitura na gestão passada, os barraqueiros estão de volta às areias da praia de Jauá. Além de ilegais, exibem estrutura ainda mais precária que antes do acordo com o município. Descuido só amplia o quadro de poluição da praia, reprovada pelas autoridades sanitárias do estado, como mostrou o Camaçari Agora (Confira).


Confira todas as Colunas acessando o link    http://www.camacariagora.com.br/camacari.php


João Leite - joaoleite01@gmail.com (Editor)


8/1/2018 Atualização às 20h47

Mais Notícias

General teme infiltração do crime organizado nas Forças Armadas
Igrejas e times de futebol devem R$ 14 bilhões ao Fisco
Gilmar Mendes vira 'muso' de marchinhas de Carnaval
IPVA com desconto de 10% pode ser quitado até 7 de fevereiro
Jornalista nega racismo e fala sobre os medos da mídia tradicional
Temer descumpre meta do Minha Casa, Minha Vida
Mais da metade dos brasileiros quer uma imprensa imparcial
PT faz campanha para levar militantes ao julgamento de Lula
Salvador vai gastar cerca de R$ 55 milhões com Carnaval
Quase 19 mil empresas fecharam as portas na Bahia em 2017


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2018 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL