Busca:






Fabiana Franco


Camaçari 261 anos de uma falsa emancipação e de falta de Amor por essa terra



Minha cidade completa 261 anos e fico a me perguntar por que és tão maltratada, ô cidade minha! Sou uma Caiçara nascida às margens do Rio Joanes, Bisneta de Silvio Pereira Franco, Neta de “Doka” Salvador Pereira Franco. Ainda criança, tomei gosto por ser ecologista com meu Avô. Ele me levava junto com outros Netos para plantar nas Dunas de Abrantes na nossa Fazenda Grama. Comecei a ser empreendedora vendendo Mangaba, Cambuí, Folha de São Gonçalinho, corda de Caju nas Feiras e às margens da BA-099.


Vi nossa estrada ser privatizada, nosso Distrito Abrantes ser dividido, obrigando os povos nativos a pagar para circular dentro de sua própria Terra, afrontando o Direito de ir e vir e nossa liberdade de locomoção.


Lembro-me perfeitamente quando foi lançado o Projeto Caminhos dos paraísos, um projeto para identificava nossas Praias: Busca Vida, Jaua, Arembepe, Barra de Jacuípe, Guarajuba, Itacimirim. Sem dúvida alguma nossas praias são as mais lindas do MUNDO.


Grande parte dos Camaçarienses NÃO conhece sua cidade por inteiro. Temos uma Zona Rural produtiva! Produzimos MEL, já fomos uma das maiores produtoras de Quiabo da Bahia. Perdemos nossa Mata da Jaqueira para a construção de Condomínios


Meu Pai é Pescador, tem barco e canoa em nossas praias. Já vi cercada de Rede em Busca Vida de encher caçambas de Guaricema. Rede de três malho de encher dezenas de frízer de lagostas. E isso não é historia de Pescador! Somos a região mais importante de desova de tartarugas marinhas no Brasil.


No nosso município existem diversos rios: O Rio Camaçari que ainda hoje sonhamos em “beber a água e tomar banho”, o Rio Joanes,responsável por cerca de 40% do abastecimento da capital baiana e da Região Metropolitana de Salvador, o Rio Capivara um Rio Genuinamente Camaçariense que banha a Aldeia Hippie, o Emissário Submarino. Costumamos dizer que as águas do Capivara é o Sangue que bombeia nosso coração, o Rio Jacuípe usado para prática de Jetsky com um mangue rico em Siri, o Rio Pojuca que faz a divisa entre Camaçari e Praia do Forte Distrito de Mata de São João.


Muitas de nossas Nascentes foram e são criminosamente aterradas. Cotidianamente denunciamos o aterramento criminoso das lagoas da Caraúna , vitima da Ganância dos especuladores imobiliários que na certeza da impunidade e da ausência de fiscalização cometem atrocidades contra a humanidade. Pra quem não conhece nossa região, as lagoas da Caraúna são veias que vem do cordão das Dunas um ecossistema formado por Lagoas, Restinga e Dunas riquíssima em Biodiversidade e ameaçada de extinção. São as mesmas águas vermelhas da Lagoa do Abaeté, veias das lagoas de Jaua, de Interlagos, Caraúna, Sangradouro e assim segue seu trecho. O Sangradouro é outro câncer sempre denunciado e silenciado por todas as Gestões Municipais que na miopia do oportunismo eleitoral nada fazem, enquanto isso um bairro ás margens do Rio Capivara se consolida, devastando uma Área de Preservação Permanente espetaculosas Floras usurpadas por puxadinhos de Gafanhotos que querem ter uma Casa de Praia. Causando assim transtornos para moradores já que as milhares de ligações clandestinas (ROUBO DE AGUA E DE LUZ) impacta economicamente e socialmente a região conhecida e procurada por pessoas do mundo toda por suas riquezas e belezas naturais.


Em homenagem às extintas Camaçari’s derrubadas para construções, e fins medicinais a Cidade da Árvore que chora não para de chorar por ser tão desprezada. Estamos perdendo nossa identidade! Nesses 261 anos de uma pseudo, mentirosa “emancipação política” Camaçari merece ser AMADA, RESPEITADA. Somos e existimos bem antes das quatro décadas da catastrófica instalação do Pólo Industrial sugador do nosso Aqüífero São Sebastião o qual despeja seu esgoto através dos dutos instalados em nossas Praias impactando diretamente espécies da fauna marinha que desaparece dia após dias.


O Coffic (Comitê de Fomento Industrial de Camaçari) prova sua ausência com a cidade. Não vimos nenhuma ação homenageando essa cidade que recebe e dá para todo mundo.  Camaçari é a cidade que banca em impostos todo Estada da Bahia e todos esses impostos gerados aqui não são reflexos da vida de sua população. Precisamos ser emancipados, Livres, sermos cidadãos Camaçarienses de Direito a Cidade.


Urge Camaçari ser Emancipada Politicamente, ainda não fomos! É mentira falar de emancipação basta analisar o contexto histórico, sócio, político, econômico e cultural de nossa realidade.


Fabiana Franco fabianadacruzfranco@gmail.com é filha de Camaçari, empresária e pesquisadora em políticas sociais


Opiniões e conceitos expressos nos artigos são de responsabilidade do autor


 
Últimas Publicações

Culpados X Prejudicadas
Ressaca de Arembepe
Sustentabilidade: assumir erros do passado, construindo os rumos do Futuro
Camaçari 261 anos de uma falsa emancipação e de falta de Amor por essa terra
A Camaçari que temos e a cidade que queremos


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL