Busca:






Fabiana Franco


Culpados X Prejudicadas



Todos os prefeitos que passaram são responsáveis diretos pelo caos instalado em Camaçari, pois deixaram de exercer seu papel de gerir a coisa pública.  A  Feira criada na gestão do ex-prefeito Tude nessas quase três décadas de existência somente  causou danos aos cofres públicos.


Os permissionários que exploram os espaços públicos de Camaçari passaram ou passam por algum tipo de  procedimento licitatório? Camaçari precisa dessa resposta! Como foi estabelecida a escolha desses permissionários para obter a melhor proposta de preço para uso e exploração de atividade econômica dos espaços públicos? Quando e onde foi feita a  cobrança do preço público (PP) para as permissões de acordo com a área ocupada  e o preço estabelecido por metro quadrado de ocupação?
Área pública são bens públicos de uso comum tendo de está livre para utilização  da população, sendo administrados e cuidados pelo Poder Público de forma a permitir sua livre utilização de todos.
Sempre ouvir de minha Mãe a seguinte frase: “Tudo que começa errado um dia tende a acabar”. 


Todos os administradores usaram e ainda usam a Feira e outros espaços públicos como trampolim político.  Esse episódio da Feira deixou nítido como precisamos rever e repensar nossa cidade a partir das forças que a dominam e as que querem continuar a dominar. Não é justo que paguemos o alto preço da politicagem.


Dias atrás tentei pela manha estacionar ao lado da Secretaria de cultura próximo a linha do trem quando um senhor com um carro de caldo de cana quase me bateu dizendo que aquele lugar pertencia a ele. Quando questionei dizendo que o mesmo estava a tomar a vaga de três veículos o mesmo disse que tinha aquele ponto a mais de dez anos.
Outro episodio que posso narrar foi quando a Superintendência do Patrimônio da União (SPU), requereu a retirada de barracas das praias e o prefeito da época Ademar Delgado retirou as barracas dando licença para que os barraqueiros ocupassem as Praças de Arembepe. Moradores da Praça dos Coqueiros se movimentaram de forma contraria a essa ocupação e outros espaços públicos foram dados para exploração individual e pasmem vocês para a venda de bebidas alcoólicas nas praças.
Pode isso? Fazer apologia ao uso de álcool em Praças Públicas? As Praças são áreas de lazer e socialização! Mas na Camaçari da politicagem tudo pode e de tudo se vê.


Na revitalização de Arembepe feita no Governo do ex-prefeito e ex-deputado Box  foram sitiado a partir das “pseudos lideranças” e Vereadores da Orla ficaram com Box para dar a suas bases, cabos eleitorais ocuparam, venderam. Até o antigo barracão comunitário foi cedido para particulares colocar lojas.


O ex-vereador por dois mandatos hoje prefeito Antonio Elinaldo, sabia dos impactos ao erário publico nessas três décadas do Centro Comercial de Camaçari o mesmo foi Permissionário usando dois box’s( um para jogo de azar e o outro como deposito de bebidas)  também sem passar pela obrigatoriedade licitatória. E o que fez o Legislativo Municipal para fiscalizar esse crime contra a coletividade? As e os Munícipes de Camaçari não podem continuar a arcar com todas as despesas causadas pelos permissionários é necessário a retomada de todas as áreas e espaços públicos  para a garantia do direito de ir e vir inalienável a qualquer cidadão que vive nessa cidade. Muitos desse box’s, áreas, permissões  estão alugados e foram vendidos ilegalmente.
É preciso fazer justiça! Flagrantes desrespeitos aos direitos da Cidadã e do Cidadão Camaçariense nesses nefastos  palanques da enfadonha politicagem. Por mim a Feira e todos os espaços públicos explorados de maneira ilegal e de forma individual teriam de ser tomados pelo município e passarem por um processo licitatório com cada permissionário arcando com suas despesas como água, luz, limpeza, alugando a área do município e com essa receita teríamos mais para investir na cidade.
Nosso povo não pode continuar tendo de aturar passivamente tamanhas afrontas. Descer das calcadas ocupadas por cadeira de bares. O município tem por obrigação observar, de início, o direito de passagem dos transeuntes, caso não impacte a circulação de pedestres cobrar preço público pelo uso da área ocupada.mos aproveitar esse fechamento da Feira para cobrar uma reforma urbana seria que traga benefícios e lucro a todas e todos e não a poucos.


Fabiana Franco fabianadacruzfranco@gmail.com é filha de Camaçari, empresária e pesquisadora em politicas sociais


Opiniões e conceitos expressos nos artigos são de responsabilidade do autor 


 
Últimas Publicações

Culpados X Prejudicadas
Ressaca de Arembepe


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2019 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL