Busca:






Adelmo Borges


Os passos da sucessão



Nos últimos dias a sucessão de Luiz Caetano, em Camaçari, passa por contornos que tende a definições dos potenciais pleiteantes ao cargo de Chefe do Executivo Municipal.


No Partido dos Trabalhadores a posição do então pré-candidato Ademar Delgado alcança os resultados projetados para junho, quando as correntes políticas se manifestam e se colocam favoráveis a postulação, respondendo a uma intensa articulação e entendimentos em relação ao conteúdo conceituais das propostas que o mesmo pretende desenvolver. Propostas essas que versam sobre as linhas programáticas consagradas pelo PT, direcionadas aos que mais necessitam de políticas publicas para desenvolver-se em harmonia com o desenvolvimento econômico e da infra-estrutura física e de serviços que nos últimos anos foram edificados neste município.


Nas conversas e debates as correntes políticas petistas entenderam que não se trata apenas de uma continuidade governamental. A proposta apresentada e debatida traz um ingrediente que sinaliza uma forte intervenção na área social de maneira a promover a inclusão de um quantitativo populacional ainda não efetivamente atingido pelos benefícios gerados e que, portanto, necessitam ser mobilizados, motivados e apoiados para participar do processo de educação e formação profissional, no sentido de se potencializar para as oportunidades das ocupações geradas e disponíveis carecendo de quadros para o preenchimento.


Essa preocupação com as questões sociais (trabalho, emprego e renda), deve ser contemplada sem que as atividades desenvolvidas no sentido de ampliar e melhorar as ações de saúde e educação perca a sua dinâmica.  O crescimento populacional e as novas tecnologias disponíveis possibilitam o aperfeiçoamento das ações dessas áreas e a sistematização das práticas que visem aprimorar o atendimento público.


Ademar Delgado já caminha com a consolidação do apoio de aproximadamente 90% das correntes políticas e sinaliza com a construção de um plano de trabalho com a participação de todas as correntes políticas, dos sindicatos, dos dirigentes classistas e das lideranças comunitárias. Assim que seu nome seja anunciado pela Direção Municipal do PT, como candidato, essas lideranças estarão convocadas para iniciarem os debates e construção do instrumento diretor de sua gestão, além de efetiva participação da coordenação de campanha e da contribuição em posições que possam melhor ajudar na condução dos destinos do município nos próximos anos. A participação é um dos gestos do “Modo petista de governar”.


Com o PT consolidando um dos seus quadros à sucessão, do lado da oposição ainda não há sinalização de quem será o competidor. Fala-se no interesse de Osvaldinho ou Ferreira Otomar pelo PMDB, em Elinaldo, Março Antonio ou Eudoro Tude pela coligação DEM / PSDB, nada definido. As oposições estão fragilizadas, no entanto não deve ser objeto de observação, pelo respeito que se deve ter com todo e qualquer adversário.


As cartas estão sobre a mesa e as especulações na imprensa, nas esquinas da cidade, nos bares, botecos, barbearias e repartições públicas levantam diversas analises e suposições.


Adelmo Borges adelmobs@terra.com.br é vice-presidente do PT de Camaçari e membro do Movimento Alternativa Socialista


 
Últimas Publicações

Uma semana importante
Os caminhos da sucessão
Os passos da sucessão
Camaçari de 2020
Serin e o Orçamento Participativo
Camaçari nos últimos 10 anos
Um grande desafio
Camaçari Desenvolvimento Econômico/Social
Mais que uma festa popular
Perfil da juventude brasileira
Partidos e políticos de Camaçari
Revista de Semana
Tata Kambondo
PT um partido ideológico ou de massa?
Tempo de Afirmação, de Decisão
Fatos e Efeitos
Todo parto tem sua dor
Todo parto tem sua dor
O necessário exercício da democracia nas grandes decisões
Parabéns


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2017 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL