Busca:






Adelmo Borges


Tata Kambondo



Sábado, 6 de agosto de 2011, fui ao terreiro de Pai Laércio, em Jauá, compartilhar da introdução e consagração do companheiro Adelson Carvalho, na condição de Tata. Tata Kambondo/Kambono/Kambundu é título consagrado aos “homens” que não incorporam, não entram em transe e são responsáveis por várias funções de alta confiabilidade divididos em cargos com Tata Nganga Lumbitu/Lumbido (Guardião das chaves do Inzó Nzó (Casa de Santo), Tata Utala (responsável pelo altar), Tata Pokó (Consagrado para sacrifícios ou imolações ao Nkisi Nkosi) ,Tata Kivonda/Kivanda (consagrado para sacrifícios ou imolações a outras divindades), Tata Msaba (Umsaba)/ Kisaba (consagrado a todas as funções ligadas as folhas),  Tata Kanzumbi/Nzó Vumbi (responsável pelo Mukondo (Ritual fúnebre), guardião dos antepassados cultuados no Inzó/Nzó (Casa de Santo/Barracão), carregos e despachos de ebós), Tata Ngimbi/Njimbidi (cantador), Tata Kuxika ia Ngombe ( Tocador (Kongo)), Tata Muxiki (tocador (Angola)), Tata Mulonji (especialmente os filhos do Nkisi Katendê é o responsável pelo encantamento das folhas e cabaças),  Kambondo Mabaia (responsável pelo barracão), Tata Mavambu (filho de Santo, homem, que cuida da casa de Exu. É importante frisar que deve ser pessoa de extrema confiança, e a mulher só deverá cuidar deste espaço sagrado, após menstruar e já esteja na menopausa.


A matriz da crença de raiz africana apresenta um organograma hierárquico que norteia a disciplina dentro de uma racionalidade da divisão do trabalho, tanto no cuidado especifico com a natureza das entidades (roupas, oferendas (cardápios), danças, preparação espiritual e aparência), assim como a manutenção das instalações e as necessidades que possibilite a realização dos ritos e obrigações. Essa racionalidade se apresenta pela necessidade de planejar as complexas atividades, de maneira que todos os passos ocorram no momento exato e em perfeita sintonia com os encargos das diversas responsabilidades.


Foi uma noite rica da nossa raiz cultural e encantadora ao refletir cores, músicas, danças e coreografias nativas direcionadas a harmonizar o elemento humano à natureza, à magia, ao sonho e a busca da felicidade global.  Ali, o Nganga (Sacerdote (Kongo) /Pai de Santo velho), prega a paz espiritual e física dos homens e a liberdade para conduzir seu destino, expondo o ensinamento das entidades e as condições para que elas sejam benevolentes e se disponha à sua proteção. Amar e respeitar integralmente os semelhantes e a natureza, desejar apenas o necessário para uma vida digna e a manutenção de sua família, sem acumulação, sem desperdícios.


Ao concluir o ritual, na face dos que participaram ativamente e os freqüentadores convidados revelavam leveza e alma reciclada. Lavada e purificada pela simplicidade e a beleza dos ritos e dos ensinamentos que revelam nossa igualdade e nos conduz a humildade pessoal, solidariedade para com os nossos semelhantes e respeito para com a natureza.


Adelmo Borges adelmobs@terra.com.br é vice-presidente do PT de Camaçari e membro do Movimento Alternativa Socialista


 
Últimas Publicações

Uma semana importante
Os caminhos da sucessão
Os passos da sucessão
Camaçari de 2020
Serin e o Orçamento Participativo
Camaçari nos últimos 10 anos
Um grande desafio
Camaçari Desenvolvimento Econômico/Social
Mais que uma festa popular
Perfil da juventude brasileira
Partidos e políticos de Camaçari
Revista de Semana
Tata Kambondo
PT um partido ideológico ou de massa?
Tempo de Afirmação, de Decisão
Fatos e Efeitos
Todo parto tem sua dor
Todo parto tem sua dor
O necessário exercício da democracia nas grandes decisões
Parabéns


inicio   |   quem somos   |   gente   |   cordel   |   política e políticos   |   entrevista   |   eventos & agenda cultural   |   colunistas   |   fale conosco

©2017 Todos Direitos Reservados - Camaçari Agora - Desenvolvimento: EL